Faixa Atual

Título

Artista


Geada traz prejuízos para agricultores da Serra Gaúcha

Escrito por em setembro 21, 2020

Frio fora de época causa estragos em plantações de frutas e hortigranjeiros na região

O frio prometido para estes últimos dias do inverno chegou e trouxe geada para alguns pontos da Serra gaúcha nesta segunda-feira (21). A grande maioria dos municípios da região teve temperaturas abaixo das esperadas para esta época do ano, chegando próximas de zero grau ou até mesmo negativas.

Entre os principais prejudicados pelo frio fora de época e pela mudança repentina de temperatura, estão os agricultores familiares e produtores rurais. São dezenas de famílias que muitas vezes perdem em poucas horas ou numa noite, total ou parcialmente a plantação cultivada durante um ano inteiro.

E não foi diferente neste começo de semana, quando os campos e plantações amanheceram cobertos por uma camada branca de geada. Muitos trabalhadores acordaram cedo ou nem dormiram direito, para conferir os estragos causados pela formação da geada nas produções de frutíferas e de hortigranjeiros da Serra. Muitos lamentavam as perdas, mas de cabeça erguida, partiam para mais um dia de luta na terra.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Agricultores Familiares de Flores da Cunha e Nova Pádua Olir Schiavenin, as perdas ainda estão sendo contabilizadas e o prejuízo só deve ser totalmente conhecido em cerca de um mês. “Desde cedo, hoje de manhã estivemos fazendo visitas em diversas localidades, visitando alguns agricultores para avaliar a situação”, disse Schiavenin em entrevista à Rádio Solaris FM 99.1 (confira abaixo).

O que é certo neste momento, segundo Olir, é que o agricultor prejudicado procure assessoria técnica para minimizar os prejuízos causados pela geada, seja nas parreiras ou nas demais culturas cultivadas na região. “Depende muito da propriedade e da intensidade do prejuízo que ele teve”, assinala o presidente.

“Procurem os técnicos do Sindicato, da Emater ou da Secretaria da Agricultora que vão auxiliar no momento de escolher o melhor tratamento e dosagem”, afirma Olir. “Se depender da gente, a nossa expectativa, a nossa torcida sempre é para que o frio nunca venha fora de época e não dê nenhum imprevisto”, completa Schiavenin.  

Olir Schiavenin – Geada registrada em 21 de setembro de 2020


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *