Faixa Atual

Título

Artista


Frente Parlamentar em Defesa do Crédito Emergencial para a Agricultura Familiar no estado é lançada na Assembleia

Escrito por em junho 23, 2021

O secretário geral da Federação de Trabalhadores da Agricultura Familiar do Rio Grande do Sul comentou sobre a necessidade de auxílio ao setor

A Rádio Solaris 97,3 FM entrevistou na manhã desta quarta-feira (23), o secretário geral da Federação de Trabalhadores da Agricultura Familiar do Rio Grande do Sul, Luis Scapinelli, que falou sobre o lançamento de uma Frente Parlamentar em Defesa do Crédito Emergencial para a Agricultura Familiar.

Segundo o secretário a Frente Parlamentar foi criada no dia 15 de junho, na Assembleia Legislativa e tem como presidente o deputado Edgar Pretto e na relatoria o deputado Sérgio Turra. O objetivo da iniciativa é dialogar com a sociedade, mobilizar o setor e sensibilizar o governo do Estado e o próprio parlamento para agilizar a aprovação do Projeto de Lei 115/2021, de Crédito Emergencial para Agricultura Familiar. Protocolado em maio pela bancada do PT na Assembleia, a proposta visa auxiliar às famílias de agricultores e camponeses atingidas pelos efeitos da estiagem e da pandemia de Covid-19.

“Se o governo não colocar uma ajuda isso dificultará a vida e o trabalho do agricultor. Somos responsáveis por 27% do PIB.  A cadeia do leite, por exemplo, nos últimos quatro anos teve um abandono de cerca de 30 mil pessoas. Conheço uma família que possui oito mil reais de prejuízo por mês neste segmento”, explica o representante.  

A proposta de auxílio seria em duas modalidades: A primeira em que o governo colocaria R$ 10 mil reais por família com a possibilidade de pagamento em dois anos, com um ano sem juros, ou três anos também com um ano de carência de juros. A segunda modalidade seria a disponibilização de R$ 5 mil reais por família, com pagamento de apenas 50% do valor, sendo em duas parcelas de R$ 1.250,00 até dois anos com um ano sem juros.

Scapinelli citou que esta iniciativa se espelha em uma já existente no estado vizinho de Santa Catarina. “A gente quer que o governo do estado ajude a agricultura familiar. O estado de SC já dispõe desta ajuda repassando cerca de R$ 24,3 milhões de reais ao setor que serão repassados às famílias,” completa.

Além da Frente Parlamentar também estão sendo realizadas audiências públicas e plenários populares durante a tramitação da proposta para que a população opine. No total serão 12 assembleias virtuais pelo estado. A primeira ocorre hoje (23) à noite, às 19h, de forma virtual e contemplará a participação da região da Serra, Encosta Superior e Campos de Cima da Serra.

A população poderá participar e opinar durante a reunião virtual através do link: https://us02web.zoom.us/j/89579553199?pwd=M1hDZTdiSEVaWGVZNXliVG9VMXlYZz09#success

A ID da reunião e a senha precisam ser inseridas no link para que a população possa participar da reunião :

ID: 895 7955 3199

Senha de acesso: 097342

Para que o recurso seja liberado o Projeto que propõe o auxílio precisa ser aprovado na Assembleia e posteriormente sancionado pelo governador.

“O desafio é maior para os agricultores do RS que são um montante de cerca de 300 mil famílias de agricultores no estado, mas estamos aqui firmes e fortes. Entendo que é muito importante para termos a produção de alimentos e por isso queremos que o governo coloque recursos para as pessoas que querem permanecer no meio rural com qualidade de vida e condições de produção para seu sustento”, finalizou o secretário.

Ouça a entrevista na íntegra, abaixo:

Fonte: Grupo Solaris – Repórter Taís Vargas


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *