Faixa Atual

Título

Artista


Frei Raimundo Costella deixará paróquia de Flores da Cunha após 21 anos

Escrito por em janeiro 25, 2021

Aos 87 anos, o religioso capuchinho passa a atuar em Ipê no próximo mês de fevereiro

Humildade e simplicidade com certeza são duas palavras que bem definem Olívio José Costella. Se bem que poucos o conhecem pelo nome de batismo, já que há mais de 60 anos é conhecido como Frei Raimundo. Aos 87 anos, o frade capuchinho, deixa a comunidade paroquial de Flores da Cunha nos próximos dias. (confira as novas nomeações abaixo)

Frei Raimundo, adepto do bom vinho, está em plena forma, mas teve um ano complicado em 2020. Por conta da Covid-19 e por pertencer ao grupo de risco, ele foi privado das visitas aos amigos e enfermos, além de suas caminhadas diárias e celebrações de missas, que tanto gostava. Durante a pandemia, o religioso cumpriu uma rigorosa quarentena, permaneceu a maior parte do tempo em casa, lendo e ouvindo rádio.

Deste 25 janeiro de 2000, frei Costella reside em Flores da Cunha, onde atuou como vigário paroquial e exerceu diversas atividades pastorais. Portanto nesta segunda-feira (25), celebram-se 21 anos de sua chegada ao município. Durante boa parte do tempo que viveu em Flores, gostava de visitar as comunidades do interior, onde sentia-se literalmente em casa. Para Raimundo, “estar com o povo, é estar com Deus”.

É chegada, porém, a hora de despedir-se desse religioso que deixa profundas marcas de generosidade em meio ao povo florense. Seguindo o voto capuchinho da obediência, Costella está de malas prontas para mudar-se para o município de Ipê, localizado a cerca de 34 quilômetros de distância de Flores da Cunha.

De acordo com o pároco frei Edson Cecchin, responsável pela Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, não foi definida, por enquanto, quando será realizada a mudança do frei Raimundo. Por hora, o religioso se recupera na residência de repouso dos frades, em Caxias do Sul, de uma cirurgia de catarata. Por conta da pandemia, nenhum evento público de despedida deve ser realizado, privando o frei Costella (que faz parte do grupo de risco), de qualquer risco de contaminação do coronavírus.

Novas transferências para a Paróquia Nossa Senhora de Lourdes,
em Flores da Cunha

O Provincial dos Capuchinhos no Rio Grande do Sul, Frei Nilmar Carlos Gatto, anunciou em 16 de novembro do ano passado as novas nomeações e transferências de frades de toda província, incluindo as para a comunidade de Flores da Cunha. Os freis Augusto Denardi, Maurílio Parisotto e Nédio Pertile passam a fazer parte da comunidade paroquial a partir do mês de fevereiro próximo.

Frei Maurílio foi designado para ser Capelão do Mosteiro Nossa Senhora do Brasil e atender espiritualmente a Ordem Franciscana Secular. Parisotto deve contar com o auxilio de frei Augusto na capelania do mosteiro. Ele também será responsável pelos serviços fraternos e de pastoral.

Já frei Nédio foi designado como Vigário Paroquial. Pertile irá atuar ao lado do atual vigário, frei André Audibert e do Pároco frei Edson Cecchin. O atual capelão das Irmãs Clarissas, frei Reinaldo Pasinatto, continua em Flores da Cunha, porém prestando atendimento pastoral na comunidade e no Hospital Nossa Senhora de Fátima.


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *