Faixa Atual

Título

Artista


Fique atento à declaração do imposto de renda 2021

Escrito por em março 9, 2021

Período se estende até 30 de abril

Desde o dia 1º de março até o próximo 30 de abril, está aberto o prazo para declaração do imposto de renda. Conforme o contador Dalberto Andretta, da Confidenza Gestão e Contabilidade, em entrevista à Rádio Solaris, novamente sem reajuste na tabela de declaração, o que vem sendo prometido por governos a cerca de cinco anos, mais pessoas terão que declarar seus ganhos, e os que já declaravam, terão valores maiores.

Como principal mudança, a exigência de declaração por parte de pessoas que receberam o auxílio emergencial por conta do enfrentamento à Covid-19, além dos rendimentos acima de R$ 22.847,76. Outra novidade, conforme Dalberto, é para quem trabalha com cripto moedas, com imposto de renda para quem movimentar mais que R$ 35 mil por mês, com ganhos. Bancos como Nubank, com taxas praticamente zeradas, podem receber restituição.

Quem deve declarar?

Pessoas que receberam rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2020, desde que não tenha sido beneficiado pelo auxílio emergencial. O valor é o mesmo da declaração do imposto do ano passado;

Contribuintes que receberam rendimentos isentos, não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma tenha sido superior a R$ 40 mil no ano passado;

Quem obteve, em qualquer mês de 2020, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;

Quem teve, em 2020, receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50 em atividade rural;

Quem tinha, até 31 de dezembro de 2020, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil;

Quem passou para a condição de residente no Brasil em qualquer mês e se encontrava nessa condição até 31 de dezembro de 2020.

Como declarar?

A declaração do Imposto de renda pode ser realizada pelo site da Receita Federal, no aplicativo “Meu Imposto de Renda”, disponível no celular ou tablet ou na página “Meu Imposto de Renda” na internet.

Documentos necessários para a declaração

Dados da conta bancária para restituição ou débitos das cotas de imposto apurado, caso tenha;

Nome, CPF, grau de parentesco dos dependentes e data de nascimento;
Endereços atualizados;
Cópia completa da última Declaração de Imposto de Renda Pessoas Física entregue;
Atividade profissional exercida atualmente.

O que acontece se não declarar?

Quem precisa fazer a declaração, porém não realiza o processo poderá ter multa que pode chegar a 20% do imposto devido, mais juros. A penalidade começa em R$ 165,74 se não há imposto devido. Mas, se o contribuinte está devendo algum imposto, a cobrança da multa passa a ser de 1% ao mês, mais juros relativos a taxa básica, Selic.

Fonte: Grupo Solaris – Repórter Luiz Augusto Filipini


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *