Faixa Atual

Título

Artista


Famurs reitera que é contra a volta às aulas e o condicionamento para liberação de pequenos eventos

Escrito por em outubro 29, 2020

Gestores têm autonomia para decidir sobre a liberação de atividades em seus municípios

Com a decisão do governo do Estado, em apenas liberar pequenos eventos em municípios que autorizarem o retorno das aulas, a Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) e os presidentes das regionais se reuniram na manhã da quarta-feira (28) para definir o posicionamento dos municípios a respeito da decisão do Executivo. Novamente, por ampla maioria, a entidade se posiciona contraria ao retorno das atividades e entende que os gestores têm autonomia para decidir sobre a liberação de atividades em seus municípios.

A Famurs e Associações de Municípios do Estado consideram que ainda não é o momento mais seguro para o retorno de servidores e alunos, que os municípios terão dificuldade para atender os protocolos no transporte escolar e que as instituições de ensino não estão devidamente equipadas e preparadas para o retorno das atividades presenciais. No entanto, a entidade respeita os gestores que entenderem que o seu município tem condições e segurança para retomar às aulas presenciais.

Além disso, o presidente da Famurs e prefeito de Taquari, Maneco Hassen, enfatizou que os municípios também devem enfrentar dificuldade na fiscalização de cumprimento dos protocolos sanitários. “Os prefeitos e prefeitas não terão condições de fiscalizar tamanha quantidade e diferença de protocolos estabelecidos pelo governo do Estado, precisamos fazer este alerta, pois amanhã ou depois poderemos ser cobrados”, alertou.

A Famurs também compreende que o Estado deveria ampliar uma campanha de conscientização para que a população cumpra os protocolos sanitários, tendo em vista que mais atividades estão sendo liberadas pelo governo estadual. 

Ficou definido que a Federação irá agendar uma reunião com o Ministério Público Estadual para debater a dificuldade do retorno das aulas, o condicionamento da liberação de eventos e a posição do órgão a respeito do tema.

Fonte: Voltaire Santos – Coordenador de Comunicação – Famurs


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



Continue lendo