Faixa Atual

Título

Artista


Falta de professores: Burocracia e demora no pagamento afetam ensino de jovens e crianças

Escrito por em setembro 2, 2019

Em Antônio Prado, a carência é registrada desde o início do ano letivo.

Os problemas com a falta de professores em escolas de Antônio Prado permanecem, e o pior, não há perspectiva de solução. A Reportagem da Rádio Solaris ouviu a diretora do Colégio Estadual Professor Ulisses Cabral, Liége Michelon. De acordo com ela, o ano letivo já começou sem professor para o terceiro ano do fundamental. A escola precisou pagar um profissional pelo CPM, Círculo de Pais e Mestres.

A todo momento, a instituição manteve contato com a 4ª Coordenadoria Regional de Educação, que abre processo seletivo para os professores que manifestarem interesse. Assim, uma professora foi contratada e assumiu no dia 21 de maio, mas pela demora em receber o primeiro salário, em torno de 4 meses de espera, a mesma recebeu outra proposta de uma escola particular.

Desde então, nenhuma outra profissional assumiu em definitivo o cargo. Porém, com muito esforço, o colégio supriu a falta realocando uma profissional que ocupa a função de supervisora para dar aulas aos 26 alunos da turma do terceiro ano do fundamental. Pelo posto, passaram também estudantes que fizeram trabalho voluntário.

Atualmente, de acordo com Liége, os alunos estão tendo aula com uma profissional formada em pedagogia. A diretora informou à reportagem que, recentemente, uma professora do quinto ano também recebeu uma proposta de uma outra instituição do município.

Na próxima semana, será realizada uma reunião entre a direção da escola e os pais dos alunos, para que a situação atual seja esclarecida.

A demora no recebimento do primeiro salário é um dos principais impeditivos para que outros profissionais se interessem pela vaga.

Fonte: Grupo Solaris – Repórter Luiz Augusto Filipini.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *