Faixa Atual

Título

Artista


Falta da água em Antônio Prado preocupa população e Corsan

Escrito por em fevereiro 22, 2020

Para piorar, vândalos estouram tubulação de poço

A escassez de chuva, a rede de distribuição antiga e a falta de investimentos do governo tem causado constante falta de água em diversos pontos de Antônio Prado.

Na tubulação, que é bastante antiga, surgem inúmeros vazamentos, a maioria deles invisíveis, ou seja, a água não vem à superfície tornando muito mais difícil a identificação. Um exemplo do Bairro Vista Alegre, além de ser um local dos mais altos da cidade, houve um vazamento de difícil localização.

Segundo a gerente interina da Corsan, Muriel Hofman, a falta de volume mais considerável e constante de chuvas deixado os poços de abastecimento no limite de produção de água.

“A caixa que abastece o centro, por exemplo, seca quase todos os dias devido ao alto consumo deste período e o reabastecimento completo só pode ser feito durante a noite, quando não é usada água”, explica Muriel.

Ainda segundo ela, a produção não tem sido suficiente para atender a demanda. Foi solicitado um reservatório de maior capacidade para abastecer a área central, como é sabida, a burocracia dificulta a agilidade da aquisição.

Murial revela que tem pedido abertura de novos poços e a reativação da Estação de Tratamento de Água – ETA, essa localizada na Estrada do Borgo Forte. Construída e canalizada para a cidade em 2006, a ETA está desativada. “Ser tivéssemos um investimento na ETA, seria uma saída para minimizar esse problema de falta de água nesses períodos”, lamenta.

Essa reativação também já foi solicitada pela gerente e, também passa pela burocracia.

Outro problema enfrentado pela estatal de Antônio Prado é a falta de mão de obra para manutenção. “temos três funcionários, um está de férias e um de licença saúde, ou seja, nós estamos com apenas um servidor para atender Antônio Prado e Ipê. Por vezes solicitamos auxilio de Nova Roma do Sul”, revela Muriel.

Para piorar a situação, na noite desta sexta-feira (21), horário não definido, após arrebentar o portão de acesso, vândalos invadiram á área do poço 19, fundos da antiga Madeprado e quebraram a tubulação. Por um bom período a água ficou vazando. A gerente Muriel deve registrar Boletim de Ocorrência na próxima semana.

Para amenizar o problema da falta de água é muito importante a colaboração da população. Sabendo das dificuldades, cabe a cada um fazer economia, por exemplo; deixando acumular o maior numero possível de roupas para efetuar lavagem, não lavar calçadas e carro com água da Corsam, não tomar banho demorado, ao escovar os dentes, manter a torneira fechada e evitar a troca de água de piscinas, de qualquer tamanho.

Essas são apenas algumas dicas para economizar e evitar a falta.

Jornalista Ronei Marcilio


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *