Faixa Atual

Título

Artista


Ex-prefeito de Flores da Cunha pode lançar candidatura a Deputado Estadual

Escrito por em julho 13, 2022

Lídio Scortegagna (MDB) afirma que indefinições estaduais do partido “travam” decisão sobre concorrer a um cargo na Assembleia Legislativa em outubro

O ex-prefeito de Flores da Cunha, Lídio Scortegagna (MDB), não descarta sua candidatura a uma vaga na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, nas eleições do próximo mês de outubro. Desde que deixou o cargo máximo do executivo florense, há pouco mais de um ano e meio, seu nome é cogitado por correligionários como postulante ao cargo de Deputado Estadual.

Lídio, que se elegeu prefeito no ano de 2012 e foi reeleito em 2016, afirma que deixou a política momentaneamente de lado para “trabalhar em seus negócios voltados à agricultura” e “cuidar da família”. Apesar disso, há menos de três meses da eleição, Scortegagna afirma que seu nome segue à disposição do partido para uma eventual candidatura à Assembleia.

O que “trava” a decisão de Lídio sobre concorrer ou não, é a série de indefinições que ainda cercam seu partido no âmbito do RS. Há meses, o deputado Estadual Gabriel Souza é apresentado como pré-candidato ao governo gaúcho pelo MDB, porém, divergências internas fazem com que a candidatura dele ainda seja incerta. Além disso, o partido ainda não apresentou o nome do candidato a Senador, decisão que também pode ser fundamental para a candidatura do ex-prefeito. 

“O MDB ainda não definiu a nível de Estado a possibilidade da candidatura própria ou se vai coligado com outro partido”, afirma Scortegagna. “Essas indefinições – descritas pelo ex-prefeito como ‘amarras’ – acabam fazendo com que a gente reflita e tenha que aguardar a definição Estadual para depois tomarmos uma posição em definitivo (sobre a candidatura)”, completa.

De acordo com Lídio, se o partido optar pela candidatura própria ao governo do Estado, “certamente teremos um papel no trabalho, inclusive ajudando na construção do programa de governo”, independentemente de ser candidato ou não a deputado estadual. O ex-prefeito diz ainda que “a ideia do MDB é ter uma bancada na nossa região metropolitana da grande Caxias do Sul”.

A reportagem da Rádio Solaris FM 99.1 também vai conversar com a pré-candidata a deputada Estadual, Cláudia Mantovani e o pré-candidato a deputado Federal, Valdecir Paulus, ambos filiados ao partido Republicanos e que devem representar Flores da Cunha na próxima eleição.

Ex-prefeito diz que ainda é cedo discutir o futuro da próxima eleição municipal
O ex-prefeito de Flores da Cunha, que não conseguiu eleger seu sucessor na prefeitura no último pleito, afirma que “ainda é muito cedo para discutir o futuro da próxima eleição municipal”, que deve ocorrer apenas em 2024. Porém, quando questionado sobre a possibilidade de voltar a concorrer ao cargo de prefeito, Scortagagna afirma que “na verdade, a gente nunca pode descartar nenhuma possibilidade. O não definitivo é uma coisa muito difícil”.

“Recebi vários convites, inclusive para fazer um trabalho a nível Federal. Preferi, neste momento, continuar nas minhas atividades, porque até pelo fato de sempre ter gostado da agricultura, trabalhei na agricultura a vida toda. A partir dos próximos anos é que a gente vai avaliar”, conta Lídio.


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *