Grupo Solaris

Ex-prefeito Daniel Guerra ingressa na justiça para retornar à chefia do executivo

Prefeito cassado quer anulação do processo de impeachment e imediata recondução ao cargo

O prefeito cassado de Caxias do Sul, Daniel Guerra (Republicanos), ingressou com pedido de liminar na 2ª Vara Cível Especializada em Fazenda Pública em busca da anulação do processo de impeachment e imediata recondução ao cargo. Guerra também pede a suspensão da eleição indireta marcada para esta quinta-feira, dia 9, na Câmara Municipal, que deverá aclamar Flávio Cassina (PTB) e Elói Frizzo (PSB) como prefeito e vice, respectivamente.  

O documento foi protocolado na última sexta-feira, dia 3, e o pedido aguarda a apreciação e despacho do juiz.  O mandato de Guerra foi cassado em sessão no dia 22 de dezembro de 2019 na Câmara de Vereadores.

Atualmente, o município é governado pelo prefeito interino, vereador Ricardo Daneluz (PDT), até quinta-feira, dia 9. A eleição indireta para escolher o novo prefeito está marcada em sessão extraordinária com início às 8h30min. Apenas uma chapa formada por Cassina e Elói Frizzo concorre à eleição com mandato até 31 de dezembro de 2020. Apenas os vereadores votam na chapa que elege o novo chefe do Executivo caxiense. 

Foto: Rogério Costanza/Grupo Solaris

Guerra quer voltar ao executivo
Sair da versão mobile