Faixa Atual

Título

Artista


Ex-deputado federal Mauro Pereira tem prestação de contas de campanha reprovadas

Escrito por em novembro 4, 2019

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RS) reprovou as contas da eleição de 2018 do ex-deputado federal Mauro Pereira. Ode acordo com o TER, o caxiense terá que devolver para os cofres

públicos R$ 320.606,16 ao Tesouro Nacional.

Entre as irregularidades apontadas no acórdão está a ausência de comprovação de despesas realizadas com recursos do fundo especial de financiamento de campanha. O candidato na ocasião recebeu R$ 1,5 milhão do fundo. Em análise das contas foram encontrados entrada de recursos de origem não identificada, situação que impõe o recolhimento ao erário público, e a ausência de recolhimento de sobras de campanha sem a correta destinação. A legislação determina que esses recursos devam ser transferidos ao partido. O documento aponta que Mauro não apresentou a integralidade dos documentos que atestassem a emissão dos cheques nominais aos fornecedores e os documentos fiscais que comprovassem os gastos efetuados com recursos do fundo partidário. As irregularidades correspondem a 20,15% do total das receitas de campanha.

Á falta de manifestação quanto a parte das falhas constatadas e ausência de apresentação de qualquer documento é inviável invocar o princípio da boa-fé para o afastamento da irregularidade, diz o trecho do processo.

A defesa apresentou o recurso de embargo de declaração, para esclarecer pontos da decisão. O processo retorna para julgamento nessa terça-feira, dia 5 de novembro.

Mauro Pereira alegou que houve problema entre o escritório de contabilidade que prestou conta da campanha e o programa do TER. Disse estar tranquilo e que não usou R$ 1,5 milhões em sua campanha e sim R$ 700 mil e devolveu R$ 800 para o partido, que por sua vez distribuiu a outros candidatos.

A decisão, aprovada por unanimidade dos juízes do tribunal, foi assinado pelo desembargador eleitoral Roberto Carvalho Fraga no dia 14 de outubro.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *