Faixa Atual

Título

Artista


Esta segunda (30), é o último dia com descontos de 24,9% no IPVA

Escrito por em dezembro 30, 2019

O pagamento pode ser realizado diretamente nos sistemas on-line ou presencialmente nos bancos credenciados.

Para obter até 24,9% (considerando todos os descontos máximos) o prazo para pagamento do IPVA 2020 (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) se encerra nesta segunda-feira (30/12).

A frota tributável no Rio Grande do Sul é de 3,7 milhões de veículos e quem optar pelo pagamento antecipado terá redução de 3% no valor do tributo e poderá se valer ainda do valor da Unidade de Padrão Fiscal (UPF-RS) nos patamares de 2019. Na virada do ano, há atualização, estimado em 3,35%.

Fonte: Governo do RS

Além disso, ainda há os descontos de Bom Motorista, que podem chegar ao máximo de 15%, e do Bom Cidadão, com redução de até 5% no valor.

Os contribuintes podem consultar os dados relativos aos veículos, como valores a pagar, multas e pendências no site específico sobre o imposto: www.ipva.rs.gov.br, ou no aplicativo para dispositivos móveis (IPVA RS), disponível na App Store e na Google Play.

As agências bancárias cadastradas para o pagamento são:

– Banrisul
– Bradesco
– Santander
– Sicredi
– Banco do Brasil (somente para clientes)
– Agências Lotéricas da Caixa

É preciso apresentar o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) ou a placa e o Renavam.

A expectativa da Secretaria da Fazenda é arrecadar R$ 3,1 bilhões com o IPVA 2020, valor repartido automaticamente: 50% para o Estado e 50% para o município do licenciamento do veículo.

Quem não optar pela quitação antecipada ainda este mês de dezembro, pode fazer o pagamento do imposto com descontos no parcelamento. Para isso, o proprietário do veículo precisa pagar a primeira parcela até 31 de janeiro. As próximas duas serão em fevereiro, até o dia 28, e março, até o dia 31. Os descontos são de 3% para a primeira parcela, 2% para a segunda e 1% para a terceira.

Fonte: Governo do RS

O contribuinte que não pagar o tributo em dia, além de perder os descontos, terá multa de 0,334% ao dia sobre o valor do imposto não pago, até o limite de 20%. Depois de 60 dias em atraso, o débito sofrerá acréscimo de mais 5% e será inscrito em dívida ativa, com o contribuinte correndo o risco de ter seu nome lançado nos Serviços de Proteção ao Crédito, sofrer protesto no cartório da sua cidade e processo de cobrança judicial.

Fonte: Grupo Solaris com informações do Governo do RS.

Marcado como

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *