Faixa Atual

Título

Artista


Especialista em Audiologia explica problemas e o uso de aparelhos auditivos

Escrito por em agosto 5, 2021

Renata Cavion atende em Antônio Prado junto no Hospital São José e na Clínica Cavion em Caxias do Sul

Na manhã de quinta-feira (04), a fonoaudióloga e especialista em Audiologia, Renata Cavion, falou sobre problemas de audição e aparelhos auditivos.

Cavion iniciou a entrevista explicando sobre os problemas auditivos que podem acometer crianças desde o nascimento e podem ser gerados por alterações hereditárias, problemas na gravidez, entre outras causas. Ela ressaltou que existe um exame realizado logo após o nascimento chamado de teste da orelhinha que consiste em um parecer de como está a audição do recém-nascido, o que prevê possíveis doenças na região.

No decorrer da idade também podem ocorrer a perda temporária ou permanente da audição como uma otite, que se trata de uma inflamação que pode ocorrer em diversas regiões e que pode acarretar na perda auditiva, além de tumores, osteosclerose, zumbidos, entre outros.

O aparelho auditivo entra em cena em casos auditivos em que necessita-se de solução rápida e que dispensam cirurgias, porém uma avaliação médica de um otorrinolaringologista é que vai definir se existe alguma lesão que caracterize o uso de aparelho, cirurgia que possa reverter o caso ou outro meio que possa resolver o caso do paciente.

Um aparelho auditivo é um condutor de som que pode recuperar a audição, mas o grau depende do tempo e situação de cada paciente. Após uma avaliação como uma audiometria, por exemplo, ele é indicado para que esta dificuldade na audição possa ser mapeada e detectada a região exata onde há o problema. A clínica Cavion disponibiliza de uma série de aparelhos para que os pacientes possam realizar a testagem e ver qual modelo se adapta mais a sua condição.

“O paciente fará o uso desse aparelho por um tempo para avaliar, experimentar, ver como vai ser a resposta e como ele se sente pra que a gente possa ver se o processo de uso do aparelho vai ser satisfatório,” explicou.

A especialista destaca que existem diversos tipos de aparelhos alguns utilizados de forma interna no ouvido, externo, pequenos, com fios, entre outros modelos, além de tecnologias diferentes e ambas interferem na adaptação do paciente. “Cada pessoa tem a sua sensibilidade. Então se não der certo com um modelo, ou uma tecnologia o paciente pode testar outras opções e dar certo e ele ficar muito bem”.

A profissional reforça a importância de prevenir problemas futuros ao manter o cuidado na exposição a altos ruídos, uso de fone de ouvido com volume alto, o que em meio a pandemia e a adaptação de cursos e aulas aumentou significativamente e que pode ser um fator para perda auditiva pelo excesso de tempo e o volume intenso.

Para mais informações a dra. Cavion atende em Antônio Prado, junto ao Hospital São José e também possui Clínica em Caxias do Sul que pode ser contatada pelo telefone (54) 3025- 1212 ou pelo whatsapp (54) 9 8121-9868 para agendamento de avaliação e retirada de dúvidas.

Ouça a entrevista na íntegra, abaixo:

Fonte: Grupo Solaris – Repórter Taís Vargas

Marcado como

Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *