Faixa Atual

Título

Artista


Entidades de Ipê ligadas a Agricultura reúnem-se para tratar da estiagem

Escrito por em janeiro 11, 2022

No momento o município precisa organizar a documentação para solicitação de situação emergencial

O Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Ipê (Sintraf), Federação dos Trabalhadores da Agricultura Familiar do Rio Grande do Sul (Fetraf-RS), Econativa, Cresol e CooperIpê realizaram reunião na tarde desta terça-feira (11), na sede do Sindicato com entidades relacionadas a agricultura do município para tratar sobre a estiagem.

Participaram da conversa o prefeito de Ipê, Cassiano de Zorzi Caon, representantes do Banco do Brasil, Sindicato do Conselho Fiscal, Acisa, Sicredi, Secretaria de Agricultura, Câmara de Vereadores, Emater e agricultores da região.

O agricultor Vilmar Menegati relatou que a situação atual de muitos produtores na região atingidos pela seca é complicada e afeta diretamente as famílias do interior. “Muitas famílias possuem alimentos para os animais apenas por mais 15 dias e outras que nem água para consumo possuem mais.”

O prefeito Caon ressaltou em sua fala a importância da união entre todas as entidades relacionadas e agricultores e a realização de um plano detalhado e muito bem documentado para solicitação de situação de emergência no município que após aprovada possibilitará amenizar os prejuízos causados pela estiagem através do envio de recursos federais.

Segundo a secretária de Agricultura Tatiane Girotto Parisotto a Secretaria, reuniu-se junto à Emater e a Defesa Civil para buscar laudos e documentos e posteriormente buscar a homologação das perdas econômicas e perdas humanas para então enviar a Defesa Civil do Estado que precisa aprová-lo, para então seguir a Brasília que aprovará a declaração da Situação de Emergência. 

O técnico da Emater Dalberto Corezzola salientou na reunião que neste momento diante dos prejuízos não há o que se fazer, é preciso buscar a documentação correta para solicitação de situação emergencial, processo bastante burocrático e sugeriu aos Agricultores que busquem meios de amenizar os danos nos períodos de seca com antecedência através da construção de poços, entre outras formas de armazenar água.

Segundo dados expostos em reunião on-line da Famurs na segunda-feira (10), de 157 cidades que encaminharam documentação para decretação de emergência somente 15 foram homologados no Estado.

Já o secretário-geral da Fetraf Luiz Scapinelli, explicou que muitos municípios já possuem o auxílio devido à estiagem ter os atingido mais cedo em relação a nossa região que sofre maiores danos nesta época.

O Executivo Ipeense se comprometeu a dar apoio através do envio de caminhões com água para o interior focados no reestabelecimento de água para o consumo humano.

Fonte: Repórter Taís Vargas


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *