Faixa Atual

Título

Artista


Entidades apuram os prejuízos do temporal na área agrícola em Caxias do Sul

Escrito por em setembro 21, 2021

Algumas famílias de produtores afirmam ter perdido toda a sua plantação de pêssego, ameixa e maça

Representantes das principais entidades do segmento agrícola se reuniram na manhã desta terça-feira (21) para organizar o levantamento de prejuízos do temporal que atingiu os distritos de Vila Oliva e Santa Lúcia do Piaí, no interior de Caxias do Sul, na manhã de segunda-feira (20).

A chuva com granizo deixou casas, galpões e pomares danificados. Alguns produtores afirmam ter perdido toda a sua plantação de pêssego, ameixa e maça. O temporal começou por volta das 7h e durou cerca de 10 minutos, com características semelhantes ao tornado ocorrido na mesma região em 2017.

A principal definição do encontro foi um cronograma de vistorias. Os técnicos e demais representantes das entidades vão elaborar um levantamento das perdas nas lavouras, pomares e também nas estruturas danificadas pelo temporal.

“Fizemos esta reunião em caráter emergencial, para que, juntas, as equipes possam se organizar melhor e obter mais agilidade no levantamento das perdas, principalmente na agricultura”, explica Rudimar Menegotto, titular da Secretaria Municipal da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Smapa).

Após o encontro foi anunciado que o município vai declarar situação de emergência. Também foram alinhados os encaminhamentos necessários para atender as famílias atingidas. O gabinete de crise reiterou que as secretarias farão um levantamento, dentro de sua área, como perdas nas lavouras, qualificando e quantificando os prejuízos causados e o que precisa ser providenciado, como materiais de construção e laudos.

A reunião, que foi promovida pela Smapa, contou com a participação do seu titular, Rudimar Menegotto; gestores e técnicos da pasta; o presidente do Sindicato Rural, Valmir Susin; a presidente do Sindicato dos Trabalhadores Agricultores Familiares, Benardete Boniatti Onsi; e o técnico do escritório municipal da Emater – Ascar/RS, André dos Santos Kieling.

Fotos: Alexandra Baldisserotto e Ederson de Oliveira


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *