Faixa Atual

Título

Artista


Empresário Gilberto Gavazzoni morre em acidente na ERS-122 em Flores da Cunha

Escrito por em dezembro 17, 2019

Gilberto era sócio proprietário da empresa Matadouro Gavazzoni

O empresário Gilberto Gavazzoni, 54 anos, era o condutor de um caminhão Volkswagen que se envolveu em um acidente no km 108 da ERS-122, entre Flores da Cunha e Antônio Prado. A colisão entre dois caminhões e um automóvel ocorreu por volta das 19h30min de segunda-feira, dia 16. O florense Gavazzoni faleceu no local.

O acidente ocorrido ainda no trecho que pertence a Flores, deixou outras duas vítimas fatais, que estavam em um caminhão da empresa Superpan, emplacado em Rio Pardo. Esse veículo teria ficado sem freio e atingido a lateral de um automóvel antes de colidir frontalmente no caminhão de Gavazzoni.

Gilberto Gavazzoni desde sua infância viveu na Comunidade de Nossa Senhora do Carmo, Travessão Rondelli, no interior de Flores da Cunha. Era filho de Afonso e Bambina Gavazzoni e tinha nove irmãos.

Ao lado do irmão João e sua família, Gilberto era sócio proprietário da Matadouro Gavazzoni, que produz carne e produtos industrializados de origem da carne suína. Além desta empresa, fundada pelos dois há mais de 24 anos, Gavazzoni também cultivava alho e cebola em suas propriedades.

As cerimônias de despedida a Gilberto Gavazzoni estão acontecendo na Comunidade Nossa Senhora do Carmo, onde haverá Missa de Corpo Presente na quarta-feira, dia 18, às 9h. Logo após, seu corpo será sepultado no cemitério da mesma comunidade.

Além da esposa Maristela Menegat Gavazzoni, Gilberto deixa dois filhos, Thaís e Matheus Gavazzoni.

Foto: Divulgação/ Redes Sociais

Relembre o acidente:
Na ocorrência, que envolveu três veículos e deixou três pessoas mortas, um caminhão câmara fria da empresa Superpan, placas de Rio Pardo, seguia sentido Flores-Antônio Prado, quando teria perdido o freio e descido desgovernado. O primeiro veículo a ser atingido foi um automóvel Citroen, com placas de Caxias do Sul. A lateral esquerda do carro ficou completamente destruída, mas o condutor não se feriu.

Após atingir o automóvel, o caminhão carregado de pães congelados Superpan, acabou colidindo frontalmente com o segundo caminhão envolvido, que vinha sentido contrário. O Volkswagen, de propriedade da Matadouro Gavazzoni, placas de Flores da Cunha, não estava carregado. Gilberto era quem dirigia o veículo e morreu no local.

No caminhão da Superpan, ficaram presos às ferragens o motorista e o caroneiro. O Corpo de Bombeiros de Flores da Cunha tentou socorrer as vítimas, mas ambos morreram antes de chegarem ao hospital. Eles foram identificados como Antônio Roberto Rocha de Oliveira, 57 anos (motorista) e o José Pereira da Rosa, 55 anos (caroneiro).

Fotos: Ronei Marcilio/ Grupo Solaris


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *