Faixa Atual

Título

Artista


Eduardo Leite propõe mudanças no Modelo de Distanciamento Controlado

Escrito por em julho 22, 2020

Famurs, entidade que representa os municípios, é contra a ideia

O Governador Eduardo Leite esteve reunido com prefeitos de várias regiões, além do presidente da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), para expor a possibilidade de uma nova alteração no Modelo de Distanciamento Controlado.

Conforme Leite, a atualização das bandeiras continuaria sendo realizada todas as sextas-feiras, com definição às segundas, porém, os prefeitos das regiões teriam autonomia na decisão de seguir ou não os regramentos apresentados pelo Governo do Estado. Ou seja, mesmo se determinada região fosse definida com bandeira vermelha, os prefeitos poderiam adotar protocolos menos restritivos.

Fonte: Palácio Piratini / Gustavo Mansur

A ideia surgiu a partir do recebimento de uma série de pedidos de revisão das bandeiras por parte das prefeituras. Na última segunda-feira (20), 59 pedidos foram avaliados e das 18 regiões classificadas preliminarmente com bandeira vermelha, oito permaneceram com as restrições e as demais passaram para laranja.

Conforme o presidente da Famurs, Maneco Hassen, a ideia é que o Governador possa manter o diálogo com os prefeitos e que as regiões possam sugerir ajustes de acordo com a realidade local.

Conforme a nota da Famurs, “O modelo de distanciamento controlado foi construído para contemplar as diferenças e peculiaridades regionais. No decorrer do processo, alguns ajustes foram realizados, entre eles a implementação, em 16 de junho, da instância recursal ao resultado das bandeiras de classificação de risco do modelo, atendendo a um pedido dos municípios.

Agora, para avançar no processo de aperfeiçoamento do Distanciamento Controlado, o governo e a Famurs fortaleceram na reunião desta terça-feira a intenção de aumentar o compartilhamento da gestão entre Estado e municípios nesse processo, que envolve os protocolos para 20 regiões e mais de 100 setores e segmentos da atividade econômica”.

Fonte: Grupo Solaris com informações da Famurs.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *