Faixa Atual

Título

Artista


Dos R$ 6,399 do litro de gasolina (vendida em Antônio Prado), governo do estado fica com R$ 2,00

Escrito por em agosto 27, 2021

Governo realiza pesquisas quinzenais de preço de venda no estado

Em oito meses deste ano a gasolina registra o nono aumento em 2021. Qual o real motivo do aumento? Mas afinal, onde o preço da gasolina agrega tanto valor para chegar aos tanques de combustível dos automóveis?

Nessa reportagem procuramos responder a essas perguntas. É do conhecimento de todos que a gasolina brasileira tem adição de 27% de álcool.

As constantes estiagens que atingem os estados produtores de cana de açúcar fazem com que o preço do álcool aumente consequentemente essa alta recai sobre a gasolina. A mistura do álcool a gasolina é feita pelas distribuidoras. Algumas conseguem comprar o produto a preços menores, por isso muitas vezes a diferença, por bandeira.

Considerando que o combustível sai da refinaria Alberto Pasqualini, em Canoas – RS, a R$ 2,75 ao litro e chega ao consumidor a R$ 6,399, nesse intermédio, alguém fatura sobre o combustível. Voltando ao preço da gasolina na refinaria, que é de R$ 2,75 está inserido o valor dos impostos federais PIS/COFINS/CIDE, que totaliza R$ 0,68 e o ICMS estadual de 30%.

Já nas distribuidoras há a adição do álcool, mais o lucro dos distribuidores e o frete até os postos, além do imposto ICMS, mais 30% sobre o valor da venda aos postos. Por sua vez, os postos de gasolina adquirem o combustível, com pagamento adiantado de todos os valores, inclusive mais 30% de ICMS.

Para a venda ao consumidor existe outra cobrança de mais 30% de ICMS.

Como o governo calcula a alíquota do ICMS?

Com base em pesquisa do preço de venda, realizada quinzenalmente em todas as regiões do estado, é feito uma média de preço e aplicado o percentual de 30%.

Nota-se que há uma tri-tributação, ou seja, o ICMS é cobrado da refinaria, da distribuidora e do posto de combustível. Somando todos os impostos, Federais e Estaduais, corresponde a cerca de 70% do valor final do produto.

Do preço final de venda, o Governo do Estado arrecada cerca de R$ 2,00. E o Governo Federal R$ 0,68 ao litro.

Pesquisa e Reportagem Ronei Marcilio


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *