Faixa Atual

Título

Artista


Documentário retrata a história das Vindimas da Canção Popular de Flores da Cunha

Escrito por em novembro 22, 2021

Exibição ocorre dentro da programação da “Semana das Letras”

A partir desta segunda-feira (22), Flores da Cunha pode acompanhar e usufruir das atividades da “Semana das Letras”, promovida pela Secretaria de Educação, Cultura e Desporto de Flores da Cunha. Com uma programação recheada de atividades em escolas da rede municipal e estadual, a comunidade vai poder também, assistir o documentário, “A terra do galo que canta: as vindimas da canção popular de Flores da Cunha”.

A exibição ocorre nesta sexta-feira (26), na Casa de Cultura Flávio Luis Ferrarini, às 19h30, sendo aberto ao público em geral e gratuito. Atendendo aos protocolos sanitários da Covid-19, as vagas para essa atividade são limitadas.
A produção foi organizada a partir da pesquisa de conclusão do mestrado em História (UCS), da professora e historiadora Taísa Verdi. A captação de imagem é de Leandro Foscarini, captação de áudio Ricardo Mabilia. Foram entrevistadas algumas personalidades da cidade.

De 25 de novembro a 3 de dezembro, a Livraria Almanaque Cultural oferecerá descontos nas compras de livros de 15% à vista e 10% no prazo para 30 dias. As pessoas que visitarem a Casa de Cultura durante a semana e realizarem postagens nas redes sociais marcando os perfis Cultura em Flores e Almanaque Cultural concorrerão a quatro vales-livros no valor de R$ 50 cada.

A professora e historiadora Taísa Verdi, ressalta a importância de se ter um documentário que possa servir de parâmetro e também fonte de pesquisa para alunos e estudantes no futuro. “Esperamos que esse trabalho sirva como fonte de pesquisa para vindouros; que venham a complementá-lo, questioná-lo – porque essa é a função da História. Além disso, o documentário pode ser plenamente usado para fins didáticos, uma vez que conectamos a nossa história local com a regional e nacional, com a época dos grandes festivais televisivos e mesmo com as questões políticas, culturais e sociais do contexto da Ditadura Civil-Militar no Brasil,” conclui a professora Taísa.

Texto: Bernardo Barcellos


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *