Faixa Atual

Título

Artista


Diocese de Caxias do Sul realiza evento de abertura da Campanha da Fraternidade 2021

Escrito por em fevereiro 17, 2021

Evento foi realizado na manhã desta Quarta-feira de Cinzas e foi conduzido pelo bispo Dom José Gislon

Na manhã desta Quarta-feira de Cinzas (17), a Diocese de Caxias do Sul promoveu a abertura da Campanha da Fraternidade Ecumênica 2021, durante uma coletiva de imprensa. O evento contou com a presença do bispo diocesano Dom José Gislon, do coordenador de pastoral, padre Paulo Nodari, do reverendo Paulo Roberto da Costa Duarte, da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil e da pastora Paula Naegle, da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil.

Dom José recordou que a Campanha da Fraternidade é uma “oportunidade que o Espírito Santo nos oferece para peregrinarmos para dentro do nosso coração e nos colocarmos em diálogo com o Cristo Jesus como fizeram os Discípulos de Emaús: ficai conosco Senhor. Com eles aprendemos no diálogo com o Cristo Jesus, que muitas vezes nos fala no silêncio, na escuta e na missão, que precisamos acolher quem não conhecemos, mas que muitas vezes caminha ao nosso lado”.

Por sua vez, a pastora Paula destacou que a mensagem da Campanha da Fraternidade deste ano precisa ser “ampliada, espalhada e compartilhada e jamais tirada do seu objetivo comum: propagarmos a paz. Pois, Jesus Cristo é a nossa paz. Que esta mensagem seja um farol que indica o caminho para todos os que creem em Deus para agir e testemunhar a partir da Palavra de Deus”.

O reverendo Paulo salientou que o espírito ecumênico desta campanha tem a finalidade de anunciar a Boa Nova do Evangelho de Jesus Cristo, ecumenicamente, juntos naquilo que nos une. Também servir aos necessitados com alegria, estando unidos, que é o que nos leva à unidade, além de educar as crianças, jovens e adultos para uma vida transformadora, transformar as estruturas sociais injustas da sociedade e lutar pela integridade da criação de Deus.

O padre Paulo Nodari concluiu apresentando o número 271 do documento Fratelli tutti, do Papa Francisco: “As várias religiões, ao partir do reconhecimento do valor de cada pessoa humana como criatura chamada a ser filho ou filha de Deus, oferecem uma preciosa contribuição para a construção da fraternidade e a defesa da justiça na sociedade. O diálogo entre pessoas de diferentes religiões não se faz apenas por diplomacia, amabilidade ou tolerância. Como ensinaram os bispos da Índia, «o objetivo do diálogo é estabelecer amizade, paz, harmonia e partilhar valores e experiências morais e espirituais num espírito de verdade e amor”.

O tema da Campanha da Fraternidade Ecumênica deste ano é: “Fraternidade e Diálogo: compromisso de amor” e o lema: “Cristo é a nossa paz. Do que era dividido fez uma unidade”, (Ef 2,14a).


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *