Faixa Atual

Título

Artista


Dia Nacional de Doação de Órgãos é pauta na programação da Rádio Solaris

Escrito por em setembro 27, 2019

97,3 realizou entrevista com profissional do Hospital Pompeia.

Criada em 04 de Fevereiro de 1997, a Lei de Transplantes de Órgãos visa estimular a atitude no país. Na manhã desta sexta-feira, durante a programação da Rádio Solaris 97,3, ocorreu a participação da enfermeira Ana Paula, componente do OPO 3 – Organizações de Procura de Órgãos e Tecidos, do Hospital Pompeia, em Caxias do Sul.

Em todo o Estado, existem sete OPOs. A equipe do Hospital Pompeia atende toda a região da serra gaúcha.

A doação de órgãos por parte de uma pessoa pode salvar de 10 a 14 vidas.

O Hospital Pompeia trabalha com captação de órgãos desde 1996. No local, são realizados transplantes de córneas, ossos e rins.

A doação pode ser realizada em vida, sendo a mais comum, o sangue, além do rim. Neste caso, são realizados exames para apontar a viabilidade do processo.

Após a morte, a doação precisa ter o consentimento de familiares até 2º grau. Conforme a Lei, não há como alguém, em vida, fazer algum documento atestando a vontade de ser doador, podendo apenas avisar familiares.

Um mito é em relação a possível desfiguração do corpo após a retirada de órgãos. Conforme Ana Paula, existe uma lei que aponta ser necessário a reconstituição com o preenchimento das cavidades. No caso da doação de córneas, uma prótese é colocada.

Até agosto deste ano, 45 mil pessoas estavam na fila de transplantes no Brasil, sendo que cerca de 30 mil buscam um rim.

Conforme a enfermeira Ana Paula, no Rio Grande do Sul, são captados 40 rins por mês, além de 60 múltiplos órgãos. São 1.100 pessoas na fila.

A equipe da Organização de Procura de Órgãos e Tecidos no Hospital Pompeia é formada pelo Dr. Tiago Passarim, dois enfermeiros e três técnicos em enfermagem. Dúvidas podem ser esclarecidas pelo telefone 3220 8023.

Fonte: Grupo Solaris – Repórter Luiz Augusto Filipini


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *