Faixa Atual

Título

Artista


Dia Mundial do Doador de Sangue alerta para o baixo estoque de sangue nos Hemocentros do RS

Escrito por em junho 14, 2021

A doação de sangue é um ato simples e indolor que pode salvar muitas vidas

Nesta segunda-feira (14) é considerado o Dia Mundial do Doador de Sangue. A data foi criada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2014, e o dia escolhido é uma homenagem ao nascimento de Karl Landsteiner (14 de junho de 1868) um imunologista austríaco que descobriu o fator RH e várias diferenças entre os diversos tipos sanguíneos.

A data nos lembra que o Rio Grande do Sul possui baixo estoque de sangue e devido a este fato a Secretaria Estadual de Saúde lançou neste sábado (12) em parceria com a empresa Otelio a campanha “Doar é Viver” que incentiva a reposição de estoques de sangue em toda a rede pública de hemocentros do Rio Grande do Sul (Hemorrede).

Os estoques de sangue estão críticos em todas as regiões do Estado, de acordo com a coordenadora de captação do Hemocentro do Estado do RS (Hemorgs), Gesiane Ferreira Almansa, especialmente os tipos O+ e O-. “Como atendemos muitos hospitais, temos dificuldade de suprir a demanda por hemocomponentes, por causa da baixa oferta de candidatos a doação”, acrescenta.

Antes da pandemia, em Antônio Prado, as pessoas interessadas em doar sangue eram encaminhadas até o Hemocentro de Caxias do Sul, mas devido ao momento o deslocamento até a cidade foi suspenso, porém as doações podem continuar através de deslocamento próprio até o Hemocentro.

Os atendimentos são realizados de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. No sábado, as coletas são realizadas das 8h às 12h. Para doar, basta realizar o agendamento através dos telefones (54) 3290 4543, (54) 3290 4536 ou Whatsapp (54) 9 8418 8487.

O Hemocentro atende atualmente 49 municípios da região da Serra Gaúcha, contemplando cerca de 1,3 milhão de habitantes e 16 hospitais.

Para doar sangue, a pessoa deve ser enquadrada dentro de algumas características específicas, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS):

-Homem ou mulher entre 16 e 68 anos;

-Ter acima de 50 quilos;

-Não ter Hepatite B, Hepatite C, Doença de Chagas, Sífilis, AIDS (HIV), HTLV;

-Estar bem alimentado e descansado;

-As parturientes devem esperar entre 90 e 180 dias após o parto;

-Se estiver gripado, esperar no mínimo 7 dias após a recuperação para poder doar;

-Após uma doação, as mulheres devem esperar 90 dias para fazê-lo novamente; enquanto os homens devem esperar 60 dias.

Para pessoas recentemente vacinadas contra a Covid-19, existem algumas orientações:

Quem recebeu o imunizante Coronavac, é necessário aguardar 48h para realizar a doação. Já quem recebeu a vacina de Oxford/AstraZeneca, é necessário aguardar sete dias para doar sangue.

Fonte: Grupo Solaris – Repórter Taís Vargas com informações da Assessoria de Imprensa Prefeitura de Antônio Prado


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *