Faixa Atual

Título

Artista


Dia dos avós em isolamento social

Escrito por em julho 26, 2020

Antônio Maróstica, com 98 anos e sua companheira Genoveva Marcante, de 88, passaram este dia 26 recebendo o carinho dos familiares por telefone

Prestes a completar 99 anos e esbanjando saúde e vitalidade, seu Antônio Maróstica (98 anos), celebrou o dia dos avós um pouco distante dos filhos, netos e bisnetos. Em isolamento por conta da pandemia do coronavírus, seu Maróstica passou este dia 26, praticamente todo tempo em sua residência, localizada no bairro Aparecida, em Flores da Cunha, recebendo ligações e mensagens de carinho pela passagem da data.

Pai de sete filhos com sua primeira esposa, Adelaide Gelain Maróstica, que faleceu há mais de 25 anos, Antônio fala com carinho dos 24 netos e 16 bisnestos, que segundo ele, “estão todos dentro do meu coração”.

Ao lado da sua segunda e atual companheira, dona Genoveva Testolin Marcante, de 88 anos, com quem está casado desde meados de 1996, a família cresce mais ainda. Somam-se os 10 filhos de Genoveva, fruto do primeiro casamento, além das mais de duas dezenas de netos e bisnetos.

Maróstica que praticamente só conversa na língua ‘Talian’, conta que está ansioso pela sua festa dos 99 anos, que seria celebrada em setembro. Os familiares ainda avaliam a possibilidade de realizar o evento que reúne os descentes e amigos do ancião da família.

Quem conhece o casal Antônio e Genoveva, sabe que na união existe muito carinho, respeitos, compaixão para com o outro e fé. Seu Antônio é muito religioso e, antes da pandemia, dificilmente deixava um final de semana passar em branco sem participar da missa que tanto gosta. “Agora pegamos na TV”, conta ele.

Para ele, o segredo da longevidade está na vida saudável que leva, passando pelo cuidado com a boa alimentação, na fé em Deus e na simplicidade que vai conduzindo sua vida. Quando questionado sobre quase ser um centenário, seu Antônio responde com um questionamento: “Éli tanti?” (são muitos/tantos?). Segundo ele, são sufientes.

Origem do dia dos avós
A data tem origem no século XX, quando o papa Paulo VI escolheu o dia 26 de julho para homenagear os avós maternos de Jesus, Ana e Joaquim. Ambos foram canonizados no século XVI pelo papa Gregório VIII, por terem concebido Maria mesmo sendo considerados estéreis.

Foto: Antônio Maróstica (98 anos) e sua esposa, Genoveva Testolin Marcante (88 anos)

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *