Faixa Atual

Título

Artista


Dia do Coração reforça importância de hábitos saudáveis e rotina de exames

Escrito por em setembro 29, 2020

Especialistas ressaltam que doenças cardiovasculares ainda são a principal causa de morte no Brasil

As doenças cardiovasculares, afecções do coração e circulação são a principal causa de morte no Brasil. Esses males matam duas vezes mais do que todos os tipos de câncer e 2,3 vezes mais do que acidentes e situações de violência, representando ainda o triplo dos falecimentos por doenças respiratórias e 6,5 vezes mais que todas as infecções — incluindo a AIDS.
Lembrado em 29 de setembro, o Dia Mundial do Coração tem por objetivo alertar e conscientizar a população sobre a importância de manter hábitos saudáveis e preservar a saúde do coração.

Ao todo, 1,1 mil vidas são perdidas por dia, o que representa uma morte a cada minuto e meio. Estimativas da Sociedade Brasileira de Cardiologia indicam que quase 400 mil pessoas devem morrer por doenças cardíacas e circulatórias até o fim deste ano.

No entanto, a pandemia fez com que muitas pessoas que apresentam problemas ou são pacientes cardiológicos adiassem consultas e exames de rotina. Por ser considerado grupo de risco da Covid-19, esses pacientes não devem descuidar do tratamento nem deixar de buscar atendimento médico em caso de mudança dos sintomas ou alteração dos níveis de pressão.

Cuidados para manter o tratamento

Além de medidas como o distanciamento seguro e o uso de máscara e álcool em gel, deve-se procurar atendimento se houver necessidade. O objetivo é que as pessoas com problemas cardíacos possam retomar a rotina sem restrições, à medida em que ocorre a abertura das atividades.

Além da consulta presencial, muitos especialistas oferecem visitas de vídeo e chamadas telefônicas – que podem ser alternativas para a manutenção de tratamentos.

Outro ponto destacado é que não há motivo para suspender ou trocar medicamentos. Embora algumas informações relacionassem medicamentos anti-hipertensivos e problemas cardíacos com infecção por Covid-19, a médica alerta que é um erro interromper qualquer medicamento sem uma conversa com o médico. Além disso, a realização de exames e acompanhamento devem ser mantidas – à distância ou pelo modelo presencial.

A obesidade

Conforme levantamento do Ministério da Saúde em julho de 2019, a população obesa no Brasil cresceu 67,6% entre 2006 e 2018. O estudo foi realizado com pessoas acima dos 18 anos de todas as 26 capitais e do Distrito Federal, utilizando como principal parâmetro o Índice de Massa Corporal (IMC), onde é calculado dividindo o peso do indivíduo por sua altura elevada ao quadrado.

De acordo com a medida internacional, o IMC é considerado normal quando resulta em um número menor do que 25. Quando o índice fica entre 25 e 29,9, configura-se sobrepeso. Acima disso, o indivíduo é considerado obeso.

Cuidados para a saúde do coração

● Mantenha alimentação saudável

● Faça exercícios

● Descanse o suficiente

● Consulte um especialista e faça exames periódicos

● Monitore a pressão arterial se tiver hipertensão ou insuficiência cardíaca

Cuidados em função da pandemia

● Mantenha as mãos sempre limpas. Lave as mãos ou use álcool em gel

● Ao espirrar ou tossir, cubra com a região lenço de papel ou cotovelo dobrado

● Evite ambientes de contato próximo e espaços fechados com pouca ventilação

● Mantenha a ventilação em ambientes internos, como casas e escritórios

● Mantenha o distanciamento social

● Aproveite os recursos da telemedicina

● Siga tomando seus medicamentos e faça os exames periódicos

● Se tiver alguma mudança nos sintomas, procure atendimento

QUANDO PROCURAR ATENDIMENTO DE EMERGÊNCIA PARA COVID E PROBLEMAS CARDÍACOS:

Sintomas da Covid-19

● Tosse seca

● Febre ou calafrios

● Falta de ar ou dificuldade para respirar

● Dor muscular

● Nova perda de sabor ou cheiro

● Sintomas gastrointestinais como náuseas, vômitos ou diarreia

Os sintomas do coração e vascular cerebral (isquemia ou sangramento) também significam problemas, sendo recomendado buscar atendimento imediato. Observe:

● Dor ou pressão no peito início súbito e durante a atividade física

● Falta de ar ou dificuldade para respirar associada a:

● Inchaço nas pernas

● Tontura

● Desmaio

● Facial caído de um lado do rosto

● Fraqueza no braço ou dormência em um lado do corpo

● Mudanças na fala, incluindo fala arrastada ou distorcida

● Perda de visão

Fonte: Grupo Solaris com informações da Assessoria de Imprensa do Hospital Moinhos de Vento


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *