Faixa Atual

Título

Artista


Delegacia de Polícia de Antônio Prado necessita de reformas

Escrito por em julho 27, 2022

Um levantamento foi realizado nesta quarta-feira (27) e visa definir se a Delegacia passará por reformas ou uma nova sede será construída

O delegado da 8ª Delegacia Regional de Polícia (DRP), Augusto Cavalheiro Neto esteve em Antônio Prado na manhã desta quarta-feira (27), para realizar um levantamento da situação do prédio que abriga a Delegacia de Polícia do município, localizada na Rua Valdemar Mansuetto Grazziotin, nº 52, Centro. Participaram também da visita o presidente do Consepro, Laureano Fortuna, prefeito, Roberto José Dalle Molle, vice-prefeito, Elias Zulian, presidente da Câmara de Vereadores, Gelsomir Corassa, o arquiteto da CasaCom, Fernando Stefani e demais representantes de entidades do município.

O pedido partiu da delegada do município, Suélen Breda Panizzon ao constatar danos na estrutura. “O prédio atual da Delegacia de Antônio Prado está em situação precária, toda a estrutura possui problemas como rachaduras, infiltrações e isso é bem complicado porque dificulta o bom funcionamento da atividade policial”.

O intuito da visita do gestor busca avaliar se é possível fazer reformas no prédio ou se será necessária a construção de uma nova sede. “O prédio possui 40 anos, a escritura pública é de 1982 e ele nunca passou por uma reforma. É necessário uma intervenção o mais breve possível e essa foi a conclusão do laudo feito pela Prefeitura Municipal requerido por mim há alguns meses atrás,” comenta a delegada.

O diretor explica a importância desta avaliação no local. “A visita de hoje tem a missão de verificar junto a engenheiros, Prefeitura, Câmara de Vereadores e demais forças vivas da cidade a situação da Delegacia e tentar identificar o que é melhor fazer, construir uma sede nova ou reformar a existente e isso também passa por uma avaliação do setor de Engenharia e é isso que estamos fazendo neste momento”.

Neto salienta ainda que um local melhor com maiores condições não se destina apenas aos servidores que ali trabalham, mas também a servir a comunidade que precisa utilizar os serviços da polícia.

Atualmente a Delegacia atua com três agentes policiais junto a delegada titular e trabalha no acolhimento de vítimas de violência, combate ao crime efetuando prisões em flagrante, cumprimento de prisões preventivas e temporárias, mandados de busca e apreensão, confecção de boletins de ocorrências, entre outros serviços.

Após o levantamento a delegada agora aguarda o parecer dos engenheiros da Prefeitura que avaliarão a vistoria feita pelo arquiteto e tomarão a decisão mais adequada diante do que foi constatado, orçamentos serão realizados, entre outras questões técnicas pertinentes que precisam ocorrer para o andamento da obra.


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *