Faixa Atual

Título

Artista


Déficit de chuva já prejudica culturas como cebola e pêssego na região da Serra Gaúcha

Escrito por em novembro 24, 2020

Perdas podem afetar a uva devido à estiagem

O período de verão 2020/21 será marcado pela irregularidade das chuvas devido ao fenômeno La Niña, cuja intensidade deve diminuir apenas em fevereiro ou março de 2021.

Os reflexos já podem ser vistos no interior e nas culturas, entre elas a cebola, o alho e o pêssego. A reportagem da Rádio Solaris 97.3 esteve em contato com a Emater de Antônio Prado e, conforme informações, os peritos estão realizando as vistorias no campo, levantando os dados de prejuízos.

De forma geral, na região da Serra Gaúcha, as perdas na cebola e na cultura do pêssego chegam a 20% e 40%, respectivamente. Na região são 1.220 hectares de cebola, com aproximadamente 800 agricultores. Já para o pêssego, são estimados 3.064 hectares de área plantada, além de aproximadamente 1,7 mil produtores.

Dados da Emater sobre os volumes hídricos apontam que, em outubro de 2019, foram registrados 300 milímetros de chuva na região. Já em outubro de 2020, houve apenas 80 milímetros.

A irrigação, na maioria das propriedades, depende de açudes, que também são usados para outros fins. Em Antônio Prado, a maioria dos açudes tem entre dois e quatro mil metros quadrados, segundo a Emater.

Um açude de quatro mil metros quadrados e três metros de profundidade em uma propriedade de dois hectares, dentro do período de um ano, abasteceria a propriedade com irrigação em um período de seca de aproximadamente um mês e meio, estipulam os especialistas.


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *