Faixa Atual

Título

Artista


Cultura gaúcha perde cantor tradicionalista Iedo Silva

Escrito por em setembro 16, 2021

O artista era interprete e compositor de sucessos como ‘Ala-Pucha Tchê’, ‘Me Comparando ao Rio Grande’, ‘Chiquita’ e ‘Pampa na Garupa’

A cultura gaúcha perde mais um grande artista na Semana Farroupilha. O cantor e compositor tradicionalista Iedo Silva tinha 74 anos e estava internado no Hospital de Clínicas de Porto Alegre e morreu em decorrência de complicações causadas pela Covid-19 na noite desta quarta-feira (15), data em que se comemora o dia do gaiteiro.

Natural de Cachoeira do Sul (RS), Iedo era filho de agricultores e começou sua carreira artísticas ainda em 1965. Além de cantor, ele também era interprete, gaiteiro e compositor de sucessos como ‘Ala-Pucha Tchê’, ‘Me Comparando ao Rio Grande’, ‘Chiquita’ e ‘Pampa na Garupa’.

Foi publicada na página oficial do artista uma nota lamentando o falecimento de Iedo. “É com imensa tristeza que comunicamos, no dia de hoje, 15 de setembro, dia do gaiteiro, mais uma grande perda para o nosso Rio Grande, Iedo Silva. Vítima de complicações pelo coronavírus, o cantor, compositor e intérprete de grandes sucessos, como Ala-Pucha Tchê, Me Comparando ao Rio Grande, Chiquita e Pampa na Garupa, defendeu, durante os mais de 45 anos de carreira, a música tradicionalista gaúcha”, afirma o documento.

Segundo a assessoria de imprensa do cantor, por causa da pandemia, a cerimônia de despedida ocorre de forma restrita à família em Viamão.


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *