Faixa Atual

Título

Artista


“Crescente necessidade de crédito”, afirma presidente do SINFAC-RS sobre micro empreendedores

Escrito por em maio 5, 2020

Márcio Aguilar esteve em contato com a Rádio Solaris 97.3

Durante a pandemia do coronavirus, existe uma tendência de aumento no número de Micro Empreendedores Individuais (MEIs). Trata-se do cidadão que estava empregado e foi demitido ou estava na informalidade mas também foi afetado pela pandemia e então parte para um negócio próprio.

Conforme Márcio Aguilar, Presidente do Sindicato das Sociedades de Fomento Comercial do Estado do Rio Grande do Sul (SINFAC RS), a crise vivida em meio ao coronavírus tem reflexos diretos, em relação a possíveis demissões de empregados, e indiretos, afetando a família do demitido e diminuindo sua capacidade de compra, fundamental para que a roda econômica siga andando.

Atualmente, no Rio Grande do Sul, são cerca de 500 empresas que já adotaram o sistema de fomento, auxiliando para alavancar os negócios de pequenas e médias empresas, desde a prestação de serviços até a compra de ativos financeiros. Porém, para que o sistema possa ser aplicado, as empresas precisam gerar receita. Márcio defende a retomada gradual das atividades, porém alerta que o consumidor atualmente não está tendo uma segurança em relação à compras, pois não sabe se seu emprego está garantido. Na visão do presidente do Sinfac RS, não adianta apenas fornecer crédito às empresas para que elas voltem, aos poucos, à rotina, também é necessário dar segurança ao consumidor.

Programa do Governo Federal

O Programa Nacional de Suporte a Micro e Pequenas Empresas foi aprovado em abril,  permitindo que micro e pequenas empresas tomem crédito em valor equivalente a 50% de seu faturamento anual em 2019.No caso das microempresas (faturamento de até R$ 360 mil), o limite será de R$ 180 mil. No caso das pequenas empresas (R$ 360 mil a R$ 4,8 milhões), o limite será de R$ 2,4 milhões.

Fonte: Grupo Solaris – Repórter Luiz Augusto Filipini.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *