Faixa Atual

Título

Artista


Contrariando especialistas, Bolsonaro quer fim do “confinamento”

Escrito por em março 25, 2020

Presidente realizou pronunciamento na noite de terça-feira (24).

Ao contrário dos cuidados que são amplamente divulgados pelo serviço de saúde, o presidente Jair Bolsonaro se pronunciou na terça-feira (24), pedindo o fim do “confinamento em massa” e que “tudo volte à normalidade”.

Para Bolsonaro, os meios de comunicação são culpados por espalharem uma sensação de “pavor”. Disse ainda que, caso contraia o vírus, não pegará mais do que uma “gripezinha”.

O Ministério da Saúde não vai se pronunciar sobre a fala de Bolsonaro.

Segundo o presidente, “raros são os casos fatais de pessoas sãs com menos de 40 anos de idade”. “90% de nós não teremos qualquer manifestação caso se contamine. Devemos sim é ter extrema preocupação em não transmitir o vírus para os outros, em especial aos nosso queridos pais e avós, respeitando as orientações do Ministério da Saúde”, disse o presidente.

REPERCUSSÃO

Presidente do Senado, Davi Alcolumbre, divulgou nota dizendo que a fala do presidente é “grave” e que o país “precisa de liderança”.

“A nação espera do líder do Executivo, mais do que nunca, transparência, seriedade e responsabilidade. O Congresso continuará atuante e atento para colaborar no que for necessário para a superação desta crise”, disse Alcolumbre.

DADOS

De acordo com o Ministério da Saúde, até a terça, foram registradas 46 mortes no Brasil em razão da Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus. Além disso, segundo o ministério, há 2,2 mil casos confirmados.

Fonte: Grupo Solaris.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *