Faixa Atual

Título

Artista


Comunidade é ouvida para aquisição do Seminário de Ipê

Escrito por em novembro 28, 2019

Foi realizada na noite desta quarta-feira, 27, audiência pública para ouvir a opinião da população ipeense quanto a aquisição do Seminário Seráfico Nossa Senhora de Fátima. O Prefeito Municipal, Valério Marcon, deu abertura à audiência relatando a história do seminário no município, explicou sobre a negociação que está sendo discutida com a Associação Literária São Boaventura, proprietária do prédio, e mostrou os terrenos que estão disponíveis para realizar a permuta.

A negociação entre município e Associação Literária São Boaventura envolveria 13 imóveis cuja metragem equivalem a 28 terrenos tamanho padrão avaliados em R$ 2.797.500,00 em troca do seminário que foi avaliado em R$ 2.900.000,00 com 3.343,50 m2 de área construída.

Na oportunidade manifestaram-se o assessor dos Freis Capuchinos, Joel Gubert, o engenheiro da prefeitura Mateus Marin e o Assessor Jurídico Mauricio Chini que prestaram informações técnicas e jurídicas da negociação. Após a explanação, vereadores e a comunidade em geral também se manifestaram. A grande maioria foi favorável a aquisição e a partir da agora a Administração Municipal vai formalizar a negociação em lei que será apreciada e votada pelo Poder Legislativo.

Segundo o prefeito, o valor histórico do seminário não tem preço, a história da criação do município passa pelo seminário e com a aquisição garante-se a sua preservação. Esta audiência não era obrigatória, mas segundo Marcon, foi de fundamental importância envolver a comunidade e de forma transparente esclarecer quaisquer dúvidas.

História do Seminário

É oficialmente inaugurado por dom Frei Cândido Maria Bampi, bispo da diocese, o Seminário Seráfico São Luiz. Os religiosos foram recepcionados com festa em 12 de fevereiro de 1943 . eram eles: Pe. Frei Cláudio Moccelin (superior e professor); Pe. Frei Anselmo Reginatto (Reitor e vice-superior); Pe. Frei Paulo Wonsowski (diretor espiritual e professor); Pe. Frei Eduardo Totti (pároco); e os freis Ernesto Zambonin, Egídio Celuppi, Frei Pedro e Frei Ferdinando.

Reinauguração do Seminário. O número sempre crescente de alunos fez com que em 16 de novembro de 1954, se iniciassem as obras de ampliação e reforma. Com a reinauguração foi entronizada Nossa Senhora de Fátima, doada pela Ordem Terceira, como protetora dos seminaristas. Passou a se chamar Seminário Seráfico Nossa Senhora de Fátima.

No final de outubro de 1996, Frei Sérgio Dal Moro, Provincial dos Capuchinhos, colocaou uma placa em comemoração aos 100 anos da presença dos capuchinhos no Rio Grande do Sul e de 60 anos do Seminário.

Fonte livro “Vila Ipê 50 anos de história”

Fotos: Onanda Leoratto


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *