Faixa Atual

Título

Artista


Como surgiu o nome da cidade de Antônio Prado

Escrito por em fevereiro 6, 2020

O nome Antônio Prado foi sugerido por Barata Góis

Em 1885, sendo Imperador do Brasil Don Pedro II, Presidente da Província de São Pedro do Rio Grande do Sul o Conselheiro Dr. José Júlio de Albuquerque Barros, Inspetor Geral das Terras e Colonização, Tenente Coronel Francisco de Barros e Acioli de Vasconcelos, engenheiro chefe da Comissão de Medição de Lotes, Manuel Barata Góis, ficou estabelecido que, durante o exercício de 1886 à 1887, fosse criado um núcleo de colonização na margem direita do Rio das Antas.

Esse núcleo não tinha nome, por isso Barata Góis sugeriu e solicitou que fosse dado à nova colônia o nome do Conselheiro Antônio da Silva Prado, por ter sido ele favorável a emigração.

Quem Foi Antônio Prado

Antônio da Silva Prado, ou simplesmente Antônio Prado, era advogado formado pela faculdade de Direito de São Paulo, em 1861, com 21 anos. Foi Delegado de Polícia de São Paulo em 1862, Vereador em 1865. Atuou como jornalista no jornal O País, em 1878 atuou no Diário de São Paulo e em 1879 no Correio Paulistano. Agricultor e pecuarista a partir de 1866, na Fazenda Santa Veridiana. No local formou extensos cafezais e desenvolveu a criação de gado de raça.

Em 1889, junto com seu pai e seu irmão, comprou a Fazenda São Martinho, transformando-a na maior plantação de café do Brasil.

Antônio Prado também foi Deputado Provincial entre 1866 e 1869, Ferroviário da Cia Paulista de Estradas de Ferro, a qual presidiu de 1892 a 1927. Entre os anos de 1872 e 1884 foi Deputado Geral, e em 1876 exerceu a presidência da Caixa Econômica Imperial. Foi chefe do partido Conservador no ano de 1881, Diretor da Associação Comercial de São Paulo em 1884.

De 1884 à 1920 foi Ministro da Agricultura, Comércio e Obras Públicas, em 1889 também Ministro de Estrangeiros.

Antônio também foi comerciante, Banqueiro Senador do Império, Superintendente dos Serviços de Imigração da Europa, nesse cargo substituindo Barão do Rio Branco.

No Porto de Santos foi conselheiro no ano de 1885. Atuou também nas empresas Vidraçaria Santa Maria, em 1899, Balneário Guarujá, em 1891, Minas de Ouro na cidade de Amaro Leite, em Goiás, em 1905, Velódromo Paulista em1895 e Frigorífico Barretos entre 1899 e 1910.

Entre os anos de 1899 e 1910 foi Intendente de São Paulo.

Presidiu o Jóquei Clube do Rio de Janeiro, cuja corrida inaugural foi em 16 de maio de 1869, a Sociedade Promotora do Café, em 1916, o Partido Democrático em 1924. Possuía uma Legião de Honra da França e era Presidente Honorário do Automóvel Clube da França.

Como Ministro da Agricultura no Império promoveu a vinda de imigrantes para o Brasil e a instalação de núcleos coloniais, principalmente no Rio Grande do Sul.

Antônio Da Silva Prado Nasceu em São Paulo em 25 de fevereiro de 1840 e faleceu no Rio de Janeiro em 23 de abril de 1929.

Acervo Nilo Bortoloto, do Livro Antônio Prado e sua História – Fidélis Dalcin Barbosa

Pesquisa e Redação Jornalista Ronei Marcilio – Grupo Solaris de Comunicação


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *