Faixa Atual

Título

Artista


Como está a produção de máscaras em Antônio Prado e Ipê

Escrito por em abril 16, 2020

Busca pelo equipamento de proteção individual cresceu na última semana

A Organização Mundial da Saúde, desde o início da pandemia do coronavírus, reforça a importância da utilização de máscara para prevenir a disseminação do vírus. Em um primeiro momento, era aconselhada a utilização por pessoas com sintomas do Covid-19 e quem teve contato com ela, além de profissionais da área de saúde.

Porém, as máscaras passaram a ser indicadas para todos os públicos.

Em Antônio Prado, a procura intensificou nos últimos 10 dias. A reportagem da Rádio Solaris entrou em contato com algumas empresas e ateliers que realizam a confecção de máscaras.

No atelier da Berna, cerca de 350 unidades foram produzidas na última semana. A máscara é 100% algodão, no valor de oito reais. Em relação ao tecido utilizado, houve um aumento de aproximadamente R$ três reais no valor.

Na Ditaly Confecções em Ipê, cerca de 3000 unidades foram vendidas nos últimos dias. A empresa oferece descontos de até 15% na compra a vista. O valor por unidade é de sete reais.

A reportagem também entrou em contato com a Fawil, em Antônio Prado. A produção teve início na segunda-feira (13) e já foram vendidas cerca de 2500 máscaras para empresas de Flores da Cunha, Farroupilha, Bento Gonçalves, entre outras. Cerca de 500 unidades já foram vendidas na loja.

Dicas para a correta utilização da máscara

  • A máscara deve ter duas camadas de pano, além de elásticos ou tiras para amarrar acima das orelhas e abaixo da nuca (para proteger a boca e o nariz);
  • Cada um deve usar a sua, não trocar máscara com ninguém, mesmo lavada, passada e seca. Além das pessoas doentes, as pessoas que cuidam delas tem que se proteger, nenhuma é 100% segura mas ajudam a controlar um pouco a transmissão;
  • Coloque a máscara, com as mãos limpas, ainda em casa, antes de sair. Não toque mais nela. Quando chegar, lave as mãos, retire-a, higienize imediatamente, e lave as mãos;

Fonte: Grupo Solaris – Repórter Luiz Augusto Filipini.


Opnião dos Leitores
  1. Maria Cristina   Em   abril 16, 2020 em 8:42 pm

    Achei meio exagerado esse valor, pois em alguns outros municípios 3 mascaras por 10 reais. Aq em Ipê e Antonio Prado os comerciantes são exagerados nos preços não sei oq tem de tão especial nas suas mercadorias.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *