Faixa Atual

Título

Artista


Cinco apenados começam a cursar faculdade dentro do Presídio Estadual de Arroio do Meio

Escrito por em fevereiro 18, 2022

Até o final do ano, a Secretaria da Justiça planeja oferecer 50 vagas para detentos através de parcerias com universidades

Na última segunda-feira (14), cinco apenados selecionados para vagas em cursos de Educação a Distância (EAD) na Universidade do Vale do Taquari (Univates) deram início a aulas no Presídio Estadual de Arroio do Meio (Peam). As graduações escolhidas foram nas áreas de Tecnologia da Informação (TI), Administração e Gestão Financeira.

As bolsas fazem parte de um acordo de cooperação assinado no final de 2021 entre o Governo do Estado e a Fundação Univates. Ao todo, 11 detentos das unidades prisionais de Lajeado, Arroio do Meio e Venâncio Aires participaram do processo seletivo realizado no mês passado pelo Núcleo Estadual de Educação de Jovens e Adultos (Neeja).

Dentre os apenados selecionados está João. Ele decidiu fazer o curso de TI devido a uma experiência prévia que possui na área. Agora, com a possibilidade de graduação, projeta novas oportunidades no mercado de trabalho após o cumprimento da sua pena. “É uma área que eu gosto desde adolescente. Sempre tive o sonho de me tornar um profissional”, conta. “Não é fácil conseguir uma chance como essa. Espero aproveitar e dar uma vida melhor para a minha família”, complementa.

Outro detento selecionado, que escolheu o curso de Administração em razão das diversas possibilidades de trabalho que a área oportuniza, também demonstrou satisfação com a oportunidade. “Me sinto honrado por fazer essa graduação. Espero que, depois do cumprimento da minha pena, as pessoas me vejam como alguém que deu a volta por cima, e não como um ex-presidiário. Estou ansioso para ver como vai ser daqui pra frente”, destaca.

Com a iniciativa, a 8ª Região Penitenciária passa a ter dois polos de estudo prisional: um no Vale do Rio Pardo e um da Univates, no Vale do Taquari. Até o final do ano, o objetivo da Secretaria de Justiça e Sistemas Penal e Socioeducativo (SJSPS) é expandir as parcerias com universidades para todas as regiões do Estado, ofertando um total de 50 vagas no ensino superior. Para a realização das aulas, o Neeja Liberdade fez a doação de cadernos, lápis, borrachas e canetas aos alunos.

“Foi dado um grande passo para que possamos oferecer, com o Peam, uma educação de ensino superior às pessoas privadas de liberdade. Certamente é uma possibilidade concreta para uma efetiva mudança da condição de vida”, salientou a delegada penitenciária da 8ª Região da Susepe, Samantha Longo.

Presídio de Arroio do Meio é considerado Modelo no Brasil

O Presídio Estadual de Arroio do Meio foi apresentado durante a Rio + 20 e na Cúpula dos Povos, ocorridas no Rio de Janeiro em 2012. Na ocasião, o espaço foi considerado Modelo, após reformas ocorridas meses antes. “É realmente um modelo, e há a individualização do cumprimento da pena, que é o primeiro passo para a ressocialização do preso”, disse o promotor de Justiça Paulo Estevam Costa Castro Araújo.

O promotor do município analisou que “o presídio é pequeno, destinado a apenados de baixa e média periculosidade, mas o que mais me impressiona é que esse modelo de presídio pequeno bem administrado é o que dá certo para ressocializar os apenados”.

Segundo o Ministério Público do Rio Grande do Sul, praticamente todos os apenados estudam. “Bom seria que tivéssemos mais pequenos presídios”, argumenta Paulo Estevam Araújo.


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *