Faixa Atual

Título

Artista


Cerca de 12 mil bovinos não precisarão mais ser vacinados contra a aftosa em Antônio Prado

Escrito por em agosto 12, 2020

Rio Grande do Sul foi considerado território livre da doença

Na terça-feira (11), o Rio Grande do Sul conquistou o reconhecimento de zona livre da vacinação contra a febre aftosa. A definição é tratada como uma conquista histórica para o setor agropecuário do estado. A mudança passa a vigorar a partir de 1º de setembro.

Em Antônio Prado, conforme informações da Inspetoria Veterinária de março deste ano, o rebanho atual entre bovinos e búfalos é de aproximadamente 12 mil cabeças.

“É uma conquista histórica para o Rio Grande do Sul e uma notícia excelente para o agronegócio gaúcho, que agora poderá ampliar participação em vários mercados internacionais. Foi um importante trabalho de todos os nosso servidores, liderados pelo secretário Covatti Filho e estão todos de parabéns”, destacou o governador Eduardo Leite.

Covatti Filho destacou que, com a mudança, o estado poderá alcançar 70% dos mercados mundiais do setor de agronegócio.

Técnicos e especialistas apontam que a retirada da vacinação tem potencial de abrir mercados como Japão, Coreia do Sul, México, Estados Unidos, Chile, Filipinas, China (carne com osso) e Canadá. No setor dos suínos, a expectativa é de que haja aumento nas exportações de cerca de R$ 600 milhões anuais.

Fonte: Grupo Solaris – Repórter Luiz Augusto Filipini com informações do Governo do RS.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *