Faixa Atual

Título

Artista


Caxias contabiliza até o momento 566 focos de dengue encontrados em 2022

Escrito por em abril 26, 2022

Número de infectados já soma 12 pessoas. Nove precisaram de hospitalização e, dessas, duas seguem internadas até esta segunda-feira: uma em enfermaria e uma em UTI

Caxias do Sul soma 566 focos do mosquito transmissor da dengue notificados em 2022, além de 12 casos confirmados da doença (três autóctones nove importados). Das 12 pessoas que tiveram a doença confirmada, nove precisaram de hospitalização e, dessas, duas seguem internadas até esta segunda-feira: uma em enfermaria e uma em UTI.

A Vigilância Ambiental em Saúde, ligada à Secretaria Municipal da Saúde (SMS) realiza durante toda esta semana a segunda edição do Levantamento Rápido de Índice para Aedes aegypti (Lira) em 2022. Trata-se de um método de amostragem para observar os índices de infestação predial, de densidade nos criadouros inspecionados e quais são os criadouros predominantes do mosquito.

A pesquisa é realizada quatro vezes por ano, por meio de uma meta pactuada em legislação federal. São sorteados quarteirões e todos os bairros da cidade são visitados, para verificar o nível de infestação. A Vigilância Ambiental pede que a população receba os agentes de combate às endemias, que estão identificados com uniforme e crachá.

“Mantemos o mesmo alerta que estamos fazendo constantemente há meses, para que a toda a população ajude reservando alguns minutos do seu dia para olhar com atenção para o pátio de sua casa e verificar se existe algum lugar que possa estar acumulando água. É esse pequeno esforço que ainda precisa ser feito, de eliminar esses locais para que o mosquito não tenha como se reproduzir”, destaca Sandra Tonet, diretora técnica da Vigilância Ambiental em Saúde.

A SMS também orienta que pessoas com sintomas de dengue procurem atendimento médico, o que é essencial para que possíveis novos casos possam ser identificados e tratados. Os sintomas são febre, dores musculares, dor de cabeça e atrás dos olhos, diarreia, ou seja, alguns são semelhantes aos da covid-19. Podem ocorrer também erupções vermelhas na pele, vômitos e sangramentos.

Distribuição de focos por bairro em 2022


• Cruzeiro: 105
• Pioneiro: 49
• Tijuca: 39
• São Caetano: 32
• Colina Sorriso: 31
• Marechal Floriano e São José: 27
• Cidade Nova: 26
• Santa Lúcia Cohab: 22
• Nossa Senhora de Lourdes: 18
• Pio X: 17
• Cristo Redentor e Petrópolis: 16
• Desvio Rizzo: 15
• Cinquentenário: 14
• Charqueadas, Jardim do Shopping e Santa Catarina: 11
• São Leopoldo: 7
• Esplanada: 6
• Bela Vista, Centro, Galópolis e Rio Branco: 5
• Nossa Senhora de Fátima, Sagrada Família e São Luiz da sexta légua: 4
• Medianeira, Presidente Vargas e Universitário: 3
• Centenário, Cidade Industrial, Exposição, Nossa Senhora da Saúde, Panazzolo, Reolon, e Vinhedos: 2
• Canyon, De Lazzer, Forqueta, Jardelino Ramos, Jardim Esmeralda, Kayser, Mariani, Pedanccino, Santa Tereza e São Pelegrino e Vila Cristina: 1


Orientações para evitar a proliferação:


• Limpar com escovação semanal o recipiente de água dos animais domésticos
• Recolher o lixo do pátio
• Colocar o lixo ensacado para ser recolhido pela Codeca
• Recolher pneus inservíveis e armazená-los em locais secos e protegidos da chuva, ou encaminhá-los à Central de Armazenamento de Pneus Inservíveis da Codeca
• Tampar caixas d’água
• Colocar telas milimétricas em caixas d’águas descobertas, reservatórios de captação de água da chuva e nos ralos
• Limpar as calhas
• Semanalmente, lavar e escovar piscinas plásticas, trocando a água
• Eliminar os pratinhos das plantas.


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *