Faixa Atual

Título

Artista


Carreata histórica da enfermagem bate recorde de apoiadores na Serra gaúcha

Escrito por em julho 10, 2021

Manifestação envolveu mais de 700 pessoas e encerrou na Praça da Bandeira, em Flores da Cunha, por volta das 14 horas deste sábado (10)

Um grupo de profissionais da saúde se mobiliza desde o mês de maio pela aprovação do PL 2564/2020 que prevê a criação de um piso salarial para enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem em todo país. Uma categoria que tem, hoje, um salário médio de R $1.700 mensais no Rio Grande do Sul.

A carreata intitulada “Unidos pela Enfermagem”, ocorreu na manhã deste sábado (10). Manifestantes partiram de Bento Gonçalves às 9 horas da manhã passando por Farroupilha, Caxias do Sul e encerrando em frente a Praça da Bandeira, em Flores da Cunha, por volta das 14 horas. Em Caxias do Sul o grupo bloqueou o trânsito em frente à catedral por cerca de meia hora.

O ato representa um protesto dos profissionais de saúde que estão na linha de frente no combate ao coronavírus, mas também, em todas as situações de saúde,  que não tem a devida valorização e compatibilidade salarial com a importância do trabalho que desempenham.

De acordo com a presidente do Sindisaúde, Bernardete Giacomini, esta carreata foi um marco histórico na luta da enfermagem. ” Eu tenho mais de trinta anos de experiência e vivência nessas lutas da categoria, e esta é a primeira vez que vejo essa união e mobilização em prol de melhorias para o setor como um todo. Antes eram apenas discussões e acordos diretos com cada empresa, agora iniciamos uma nova era de lutas e conquistas para todos”, comemora.

A deputada estadual Fran Somensi, que apoiou e participou da mobilização, comentou sobre o tema. ” Nós temos que olhar essa situação como investimento no sistema público de saúde, pois estamos investindo em pessoas. Esses profissionais chegam a trabalhar em dois, até três empregos diferentes para dar a volta… Isso afeta diretamente a qualidade de vida desses trabalhadores, mas também a qualidade dos serviços prestados à população. Eles precisam de um salário digno”, defende Somensi.

O Projeto de Lei que cria o piso salarial da enfermagem é  de autoria do Senador Fabiano Contarato (Rede/ES), sendo que o texto original prevê um piso R $7.315,00 para enfermeiros, correspondendo a uma jornada de 30 horas semanais. Para os técnicos e auxiliares de Enfermagem o piso salarial estabelecido é, respectivamente, de 70% (R $5.120,50)  e 50% deste valor (R $3.657,50). Para parteiras, o PL prevê o mesmo piso dos auxiliares de Enfermagem. O valor foi fixado seria com base na carga horária de 30hs semanais.

Fonte: Assessoria de Comunicação da deputada Fran Somensi 


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *