Faixa Atual

Título

Artista


Campanário de Flores da Cunha é oficialmente tombado pelo Patrimônio Histórico Municipal

Escrito por em outubro 30, 2019

A assinatura do decreto ocorreu na Igreja Matriz na noite desta quarta-feira, dia 30, data que celebra os 70 anos da inauguração do Campanário

Foi assinado por volta das 19h desta quarta-feira, dia 30, o Decreto de Tombamento Histórico do Campanário da Igreja Matriz Nossa Senhora de Lourdes em Flores da Cunha. A cerimônia ocorre na data que a construção celebra 70 anos de sua inauguração. A partir de agora, o prédio passa a ser oficialmente considerado Patrimônio Histórico da cidade.

Cerca de cem pessoas participaram da missa festiva realizada às 18h na Igreja Matriz. A celebração presidida pelo Padre Joone Fachinelli, Ecônomo da Diocese de Caxias do Sul, contou com a animação do Coral da Melhor Idade. Estiveram presentes o prefeito de Flores da Cunha Lídio Scortegagna, o presidente da Câmara de Vereadores, Samuel de Barros Dias, entre outras autoridades, como secretários municipais, vereadores, representantes religiosos e de diversas entidades.

Em seu discurso, o prefeito Lídio destacou a importância do tombamento do campanário e ressaltou que a partir de agora os trabalhos do poder público serão em prol de unir esforços com a iniciativa privada para realizar o restauro da estrutura. “É importante ressaltar que não será feita uma reforma, mas sim, iremos fazer um restauro, que deverá manter as características originais do prédio”.

A professora Lorete Paludo, citou em seu discurso diversas pessoas que foram fundamentais para que a obra saísse do papel na década de 40 e também, outros que dedicaram parte de sua vida para manter viva a história do campanário, além de destacar que a construção serve como referência para a cidade de Flores da Cunha: “Ele é o coração e alma da cidade, ele precisa estar aí para sempre”.

Também esteve presente na cerimônia, Vânia Tonietto Brugalli, sobrinha-neta do idealizador do campanário, Frei Eugênio Brugalli e pessoas que auxiliaram na construção. Prestigiaram o evento também a corte da 14ª FenaVindima, rainha Fernanda Andreazza e as princesas Júlia Brandalise Dondé e Sabrina Variani.

O decreto de tombamento foi assinado após a missa pelo prefeito Lídio Scortegagna, pelo representante da Diocese de Caxias do Sul, Pe. Joone Fachinelli, o pároco da paróquia Nossa Senhora de Lourdes, Frei Édson Cecchin, a presidente da Associação dos Amigos do Museu e Arquivo Histórico Pedro Rossi, Lorete Calza Paludo, pela Secretária Municipal de Educação, Cultura e Desporto, Ana Paula Zamboni Webber e o representante da diretoria comunitária, Bruno Debon.

Posterior a assinatura do decreto todos os presentes foram convidados para o registro de uma fotografia em frente ao Campanário.

Ouça a entrevista concedida por Vânia Tonietto Brugalli, sobrinha-neta do idealizador do campanário, Frei Eugênio Brugalli
Momento que o representante da Diocese de Caxias do Sul Pe. Joone Fachinelli assina o decreto do tombamento
Foto: Filipe Brogliatto/ Grupo Solaris
Registro das autoridades e comunidade presente na cerimônia de tombamento do Campanário de Flores da Cunha
Foto: Filipe Brogliatto/ Grupo Solaris
Foto dos presentes na cerimônia em frente ao Campanário
Foto: Filipe Brogliatto/ Grupo Solaris

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *