Faixa Atual

Título

Artista


Campanário da Igreja Matriz chega aos 71 anos aguardando restauro

Escrito por em outubro 30, 2020

Confira algumas imagens do projeto de revitalização deste símbolo de Flores da Cunha, que celebra seu aniversário nesta sexta-feira

No aniversário de 70 anos, o tombamento histórico pelo patrimônio municipal. Para os 71, o projeto de revitalização já está pronto. Quem sabe, na celebração dos 72 anos da inauguração, o restauro possa ser entregue. É claro que estamos falando do aniversariante desta sexta-feira (30), o Campanário da Igreja Matriz de Flores da Cunha.

Um dos símbolos do município, chega em alto nível aos 71 anos. Porém, como qualquer obra que atinge essa idade, precisa de alguns reparos na sua estrutura para continuar sendo o que verdadeiramente é: “o coração de pedra” da cidade. (Você confere abaixo, com exclusividade, algumas imagens do projeto de restauro)

Para Cristina Schineider, gestora do projeto de restauro, “a preservação do patrimônio depende muito de as pessoas terem acesso ao conhecimento”. Cristina explicou ainda, que a revitalização vai acontecer obedecendo uma série de critérios internacionais. “A gente sabe onde tem que começar e onde a gente tem que chegar”, disse ela.

“Imagina 71 anos atrás, sem as tecnologias que nós temos hoje, de forma artesanal, manual, eles fizeram uma construção desse porte. O mínimo que nossa geração pode fazer é conservá-la”.

Para tanto, o Município de Flores da Cunha, a Paróquia Nossa Senhora de Lourdes e a Associação dos Amigos do Museu e Arquivo Histórico Pedro Rossi, em parceria com a iniciativa privada local, iniciaram há mais de um ano as tratativas de restauro da construção.  

Schineider informou que as intervenções no monumento compreendem ações para correção das lesões do sistema construtivo em pedra, dotar o conjunto com equipamentos contemporâneos para as instalações elétricas e luminotécnica, automação do relógio e sino, uma nova cruz no topo, e outra acessibilidade ao pavimento térreo e cobertura, além de tratamento do entorno.

Segundo os organizadores, o projeto já está pronto e deve ser protocolado junto ao Governo Estadual. Depois disso, é aguarda a autorização para captar recursos por meio da lei de incentivo à cultura. Já existe inclusive, uma empresa da cidade interessada em participar da proposta. Com os recursos em caixa, as obras devem iniciar e a perspectiva é que possam ser entregues até o final de 2020.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *