Faixa Atual

Título

Artista


Brasil mantém posição no Índice de Desenvolvimento Humano em 2019

Escrito por em dezembro 9, 2019

Crescimento discreto no IDH brasileiro é considerado positivo.

De acordo com o Relatório de Desenvolvimento Humano de 2019, que mede o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), o Brasil teve sucesso no controle de certas desigualdades (expectativa de vida e renda média), mas será confrontado por novos desafios.

O país se manteve na 79ª posição global – mesmo ranking de 2018 -, empatado com a Colômbia. Na América Latina, ocupa a 4ª posição, atrás do Chile, Argentina e Uruguai. O crescimento no índice foi de 0,001 ponto em relação ao ano anterior.

O estudo deste ano apresenta algumas novidades. Entre elas, mudanças na metodologia de avaliação da qualidade de vida dos cidadãos dos 189 países analisados.

A coordenadora do relatório, Betina Ferraz Barbosa, explica que “o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) está apresentando novas ideias para medir o desenvolvimento. A visão do progresso e desenvolvimento será mudada pela ótica da renda, pela ótica das médias, e que é possível esperar até o último momento para tomar decisões. O desenvolvimento é multidimensional, e as médias podem esconder desigualdades”.

O IDH é calculado a partir de três bases.

Saúde: expectativa de vida média da população;

Conhecimento: média dos anos de estudo comparada com os anos esperados de escolaridade;

Padrão de Vida: renda bruta per capita.

De 1990 a 2018, o Brasil cresceu 24%, número superior à média latina (de 21%) e à média global (de 22%). A expectativa de vida de um brasileiro ao nascer foi aumentada em 9,4 anos. Nesse mesmo período, a renda média da população cresceu 39,5%.

Atualmente, a expectativa de vida no Brasil está em 75,7 anos.

Países Anos Esperados de Estudo
Noruega 18,1 anos
Suíça 16,2 anos
Irlanda 18,8 anos
Brasil 15,4 anos
Países Renda Per Capita
Noruega US$ 68.059
Suíça US$ 59.375
Irlanda US$ 55.660
Brasil US$ 14.068

Fonte: Agência Brasil – Pedro Ivo de Oliveira.

Marcado como

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *