Faixa Atual

Título

Artista


Bispo emérito de Caxias do Sul traz para a Serra Relíquia do beato Carlo Acutis

Escrito por em dezembro 1, 2021

Dom Alessandro Ruffinoni conversou com a mãe de Acutis, que entregou uma relíquia de primeiro grau ao religioso

O bispo emérito de Caxias do Sul, Dom Alessandro Ruffinoni, durante sua viagem de férias à Itália, participou do lançamento do novo livro de Antonia Salzano Acutis, ‘Il segreto di mio figlio’ (O Segredo de Meu Filho). A conversa entre a mãe de Acutis e o bispo ocorreu em Milão, no dia 19 de novembro.

A mãe de Carlo Acutis recebeu Ruffinoni e entregou ao religioso os cabelos de seu filho, uma relíquia de primeiro grau. Os cabelos do beato vão ser trazidos pelo bispo ao Brasil no dia 12 de dezembro. A relíquia vai ser levada ao Santuário de Nossa Senhora de Caravaggio, em Farroupilha.

Segundo Dom Alessandro, a mãe do beato lhe chamou em uma sala e entregou a ele a relíquia de seu filho. Ainda escreveu um autografo em seu exemplar do livro e apoiou o trabalho do religioso com os jovens. O autógrafo dizia: “A sua Excelência Dom Alessandro Ruffinoni, Muito amado por Jesus, Sacerdote segundo o coração de Deus, Farol para os jovens e alma predileta por Deus. Não eu, mas Deus. Com muito carinho. Antonia Salzano Acutis”.

O bispo grava vídeos semanalmente falando sobre a vida de Acutis e também intensifica o trabalho de evangelização através do digital, já que Acutis é o patrono da evangelização pela internet. Dom Alessandro também é o organizador da exposição Milagres Eucarísticos, que ocorreu em Farroupilha, um projeto idealizado mundialmente por Carlo Acutis antes de morrer e reúne todos os Milagres Eucarísticos que estão relacionados com a Eucaristia e a sagrada hóstia e que foram reconhecidos pela Igreja. A ideia de expor a relíquia no Santuário é devido a essa ligação com a mostra.

Carlo Acutis nasceu no Reino Unido e foi beatificado pela Igreja Católica. Nasceu em Londres, na Inglaterra, mas passou a maior parte de sua vida morando com os pais em Milão. Ele utilizou a internet para evangelizar e interceder pela vida dos que não conheciam Jesus. Viveu uma vida de amor e devoção a Cristo e à Eucaristia. O adolescente morreu de leucemia em 2006 e foi beatificado em 2020, na Basílica de São Francisco de Assis, na Itália.

Mesmo nunca tendo vindo ao Brasil, o país tem ligação com o jovem por conta de milagres realizados. A Comissão para a causa dos santos, no Vaticano, reconheceu o milagre pela intercessão de Carlo Acutis, onde um menino brasileiro, do Mato Grosso do Sul, foi curado de uma doença rara. Ele havia sido diagnosticado com uma anomalia congênita do pâncreas. Em 2010, ao visitar a Capela de Nossa Senhora Aparecida, este menino teria se curado depois que o avô tocou as roupas de Carlo Acutis que estavam em exposição na capela.

Acutis teve o corpo exumado em 2019 e foi encontrado sem sinais de decomposição. O jovem é associado à internet porque utilizava das redes para evangelizar e tinha conhecimento de ciência da computação muito acima da média para sua idade e para quem não possuía estudos específicos sobre o assunto.


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *