Faixa Atual

Título

Artista


Bandidos morrem em confronto com a BM em Caxias do Sul

Escrito por em agosto 21, 2019

Ocorrência foi na tarde desta terça-feira no interior do município

Dois bandidos morreram em confronto com a Brigada Militar em Caxias do Sul por volta das 16h30min desta terça-feira, dia 20, na localidade de Nossa Senhora da Rocca, em São Luiz da 6ª Légua, interior do município. Eles foram identificados pouco mais tarde como sendo Alexandre da Rosa, 31 anos, o “Santinho”, e Luís Fernando Lopes Pires, 19. Eles são suspeitos de serem responsáveis pelos últimos roubos a residências na cidade.

Uma mulher de 45 anos também foi detida em flagrante. Ela era companheira de Alexandre e mãe de Luís Fernando. Um motorista de Uber, que levava o grupo, foi arrolado como testemunha, mas não há indícios de participação dele nos crimes. Dois revólveres calibre 38 foram apreendidos. Eles tinham nove cartuchos deflagrados e três intactos. Com a mulher também foram apreendidas munições, além de quatro celulares.

Segundo a polícia, os bandidos não teriam obedecido a uma ordem de abordagem dos PMs e teriam sacado as armas, dando início ao confronto. Desde a semana passada, a BM e a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO) vinham monitorando esta quadrilha, e tinham a informação que eles estavam se escondendo em uma chácara no interior. Dos últimos assaltos a residências, o grupo era suspeito em pelo menos três, inclusive com a prática de violência contra as vítimas. 

Considerado o mais perigoso deles, Alexandro, tinha mais de 20 passagens pela polícia, sendo elas por roubo a pedestre, lesão corporal, desacato, roubo a estabelecimento, furto, arrombamento, suspeito de homicídio e roubo a farmácia. Santinho, como era conhecido no mundo crime teria outros registros ainda como adolescente infrator. Já Luis Fernando, tinha apenas um registro por dirigir sem a Carteira Nacional de Habilitação.

Com este caso, Caxias do Sul contabiliza oito criminosos mortos em confrontos com policiais em 2019. Neste ano já são 53 assassinatos na cidade.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *