Faixa Atual

Título

Artista


Aumento na conta de energia elétrica gera revolta nos consumidores

Escrito por em agosto 4, 2021

Ivanete Koza Mendes demonstra sua indignação após sua fatura da RGE ultrapassar a faixa dos R$ 500,00

No auge do inverno e com mudanças tarifárias na cobrança da energia elétrica, muitos consumidores viram sua conta de energia aumentar muito e, em alguns casos, até mais do que dobrar de preço. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aumentou, no último mês, 52% o valor da bandeira vermelha patamar 2, taxa extra cobrada na conta de luz da Rio Grande Energia (RGE).

Ivanete Koza Mendes, moradora de Flores da Cunha, demonstra sua indignação após sua conta de energia ultrapassar a faixa dos R$ 500 no último mês. “É um absurdo a gente, em duas pessoas, receber uma conta nesse valor”, comenta. De acordo com a comerciária, ela e o marido trabalham o dia inteiro e só estão em casa à noite.

Evitando usar o aquecedor, mas se rendendo ao uso do ar condicionado, a família é acostumada a pagar por volta de R$ 170 mensais. No entanto, nesta primeira fatura de inverno, o aumento foi de aproximadamente 194%. Ivanete exemplifica que o seu gasto com a tarifa do mês de julho chega perto da metade de um salário mínimo, que está no valor de R$ 1.100.

Aparelhos eletrodomésticos e demais eletrônicos, como geladeiras, micro-ondas, chuveiros, máquinas de lavar roupa, aquecedores e ares condicionados são apontados por especialistas como os que mais gastam energia em uma residência.

Entenda o que diz a Agência Nacional de Energia Elétrica

A Aneel aumentou 52% o valor da bandeira vermelha patamar 2, taxa extra cobrada na conta de luz. A partir de julho de 2021, a taxa passou de R$ 6,2 por 100 kWh (quilowatt/hora) consumidos para R$ 9,49 por 100 kWh. Este foi o principal motivo para o aumento abrupto que muitas famílias sentiram na conta do último mês.

A alegação oficial para o aumento da tarifa é que o Brasil passa pela maior crise hídrica dos últimos 90 anos, o que reduziu o nível dos reservatórios das hidrelétricas. Isso obrigou o país a acionar as termelétricas que são uma fonte mais cara de produção de energia, o que aumentou o custo final para o consumidor.


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *