Faixa Atual

Título

Artista


Aumento da tarifa dos ônibus da Visate para R$ 5,50 deve ser temporário

Escrito por em fevereiro 28, 2022

Ainda nesta semana a Câmara receberá um projeto que propõe subsídio mensal para redução da passagem

O prefeito de Caxias do Sul, Adiló Didomenico, confirmou, nesta segunda-feira (28), o aumento da tarifa do transporte público urbano do município. O valor da passagem, conforme já estava previsto, será de R$ 5,50 a partir desta terça-feira (1º de março) – um aumento de 75 centavos em relação ao preço anterior.

Entretanto, o próprio prefeito destacou que, ainda nesta quarta (2) ou quinta-feira (3), será enviado à Câmara de Vereadores um projeto de lei, para votação, que prevê um subsídio mensal, na casa de R$ 1 milhão, para que o preço da passagem possa voltar aos mesmos R$ 4,75, vigentes até esta segunda-feira (28). No projeto de lei também está sendo proposto que o preço da passagem para as comunidades do interior seja o mesmo que nos bairros.

Buscando cumprir sua promessa de campanha, o prefeito Adiló pretende instituir a Tarifa Verde, de R$ 3,50, para estimular o uso do sistema em horários de entrepico. “O gasto para transportar um ônibus vazio e um ônibus cheio é o mesmo”, exemplificou o prefeito, para justificar um preço mais baixo em horários fora do pico, quando a circulação de passageiros é muito baixa. Se aprovada, a tarifa à R$ 3,50 irá valer das 9h e 11h e entre as 14h e 16h.

Entende-se que essa é uma maneira de estimular que os ônibus fiquem menos lotados em horário de maior movimento, para os passageiros que não têm compromisso com hora marcada optem por utilizar o serviço em horários de pouca demanda. Conforme o estudo técnico realizado pela Prefeitura, juntamente com a Concessionária de transporte (Visate) e outros órgãos, para ofertar um serviço de maior qualidade, e com uma tarifa mais baixa, é necessário recuperar parte da população que deixou de utilizar ônibus nos últimos anos, e optou pelo transporte por aplicativo.

Entenda o porquê da tarifa estar aumentando para R$ 5,50

Elevações superiores a 50% (nos últimos 10 meses) nos preços dos principais indicadores que compõem a tarifa do transporte coletivo são o motivo para o aumento ser necessário. Durante a reunião, o secretário de Trânsito, Transportes e Mobilidade, Alfonso Willenbring, e o prefeito Adiló Didomico, citaram o aumento nos custos dos combustíveis e peças de reposição e manutenção da frota de 242 ônibus de transporte urbano.

O diretor-geral da Visate, Gustavo Marques dos Santos, reiterou que os aumentos na tarifa não são “culpa” da Visate ou mesmo da Prefeitura, mas mudanças necessárias para arcar com as despesas e para que ambas as partes possam cumprir com os contratos vigentes.

Sobre a definição do subsídio mensal que a Prefeitura pagará para arcar com a diferença no valor da passagem, caso a passagem volte a baixar para R$ 4,75 nos próximos dias, o prefeito espera que a Câmara aprove o mais rapidamente possível. Durante a reunião foi citada a situação da Prefeitura de Porto Alegre, que provê subsídios ainda maiores para as empresas operadoras do transporte público da Capital.

Foto ilustrativa: Grupo Solaris


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *