Faixa Atual

Título

Artista


Audiência pública debate dificuldades do Fórum de Flores da Cunha

Escrito por em setembro 23, 2021

Com 14 mil processos, a comarca está sendo atendida por um juiz substituto que vem ao município duas vezes por semana

Uma audiência pública ocorreu nesta quarta-feira (22), em Flores da Cunha com advogados, vereadores e a prefeitura para debater as dificuldades do Fórum local. A comarca acumula cerca de 14 mil processos e está sendo atendida por um juiz substituto, que vem ao município apenas duas vezes por semana.

Conforme a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), a lentidão dos processos judiciários, traz inúmeros prejuízos à população e a economia local.

No debate, um dos pontos centrais levantados, é que em 2016 uma comitiva da cidade foi até o Tribunal de Justiça para pleitear um segundo juiz para o município. Segundo a OAB, havia um estudo que apontava cidades menos populosas e com menor capacidade econômica que eram melhores atendidas que Flores da Cunha.

Os advogados presentes na audiência desta quarta-feira, relataram frustação em tentar explicar aos clientes o motivo de suas ações não progredirem na justiça. Alguns exemplos foram apontados de processos que se estendem há mais de seis anos e já passaram por quatro juízes. Com as restrições da pandemia do novo coronavírus e um juiz que só pode atender presencialmente nas segundas e sextas-feiras, a situação só piorou.

O advogado Vitor Hugo Zenatto, representante do Centro Empresarial de Flores da Cunha, destacou que a situação é um problema que afeta toda a comunidade, já que são 14 mil processos em uma população de pouco mais de 30 mil habitantes.

O que mais indigna a população florense são os mais de seis meses sem um juiz titular. Desde março, quando o magistrado Enzo Carlo Di Gesu foi promovido para Farroupilha, a cidade não conta com um júri do município. O Tribunal de Justiça e o Fórum de Flores da Cunha não tiveram representantes na audiência pública.


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *