Faixa Atual

Título

Artista


Apontado como maior fornecedor de drogas sintéticas na Serra é preso em Caxias do Sul

Escrito por em agosto 29, 2019

Homem foi detido pela Polícia Civil nesta quarta-feira no bairro Santa Fé

Em ação para coibir o tráfico de drogas, a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), de Caxias do Sul, prendeu preventivamente um dos principais fornecedores de drogas sintéticas da Serra. O homem de 32 anos, cujo nome não foi divulgado, foi localizado no bairro Santa Fé durante a 3ª fase da Operação Candy Shop na manhã desta quarta-feira, dia 28. Ele já estava com prisão preventiva decretada pela 3ª Vara Criminal de Caxias do Sul. Durante o cumprimento do mandado de busca e apreensão, os policiais flagraram uma quantia de drogas sintéticas na casa do homem.

A Polícia Civil monitorou por nove meses a compra e venda desses entorpecentes na Serra. Durante as investigações, os policiais constataram que diversas pessoas se associaram para o comércio das drogas. Um dos alvos foi preso na 1ª fase da operação e figurava como líder do grupo. A companheira dele fazia o gerenciamento contábil, uma vez que era a responsável pelo pagamento das drogas ao fornecedor, um morador da Região Metropolitana. Esse fornecedor foi preso na 2ª fase da Candy Shop. Na época, a polícia sabia que os três abasteciam a Serra, sendo que as drogas eram revendidas para traficantes menores que as repassavam em festas de música eletrônica.

TERCEIRA FASE

Nesta 3ª fase da operação, os policiais concentraram esforços na identificação morador do Santa Fé, que levava uma vida discreta e não tinha antecedentes criminais. Na residência dele, os policiais encontraram ecstasy, MDMA, pontos de LSD e cocaína, além de embalagens para a droga. Até aquele momento sabia-se que os três abasteciam a região da Serra Gaúcha, sendo que as drogas eram revendidas para traficantes menores, que as comercializavam em festas de música eletrônica. No curso do monitoramento, policiais flagraram uma conversa entre dois dos investigados, na qual um deles menciona que faturou a quantia de R$ 72 mil no período de 11 dias com a venda dos entorpecentes, mostrando o quão lucrativa era a prática delituosa.

Na primeira fase da operação foram cumpridos 11 mandados de busca e apreensão e dez mandados de prisão preventiva por associação para o tráfico, nas cidades de Caxias do Sul, Esteio, Vacaria, São Gabriel e Santa Maria. Durante as buscas, os policiais localizaram e apreenderam entorpecentes com cinco dos dez alvos das prisões preventivas. Na segunda fase foram cumpridos um mandado de busca e um de prisão preventiva por tráfico e associação para o tráfico na cidade de São Leopoldo.

Durante as buscas, os policiais localizaram a quantia de 8,4 mil comprimidos de ecstasy. A ação contou com o apoio da DRACO de Canoas.

RESULTADO DAS TRÊS FASES DA OPERAÇÃO CANDY SHOP

:: 15 mandados de busca e apreensão cumpridos

:: 14 presos preventivamente

:: 6 presos em flagrante

Material apreendido

:: 8,7 mil comprimidos de ecstasy 

:: 1,4 quilo de maconha 

:: 32 pontos de LSD 

:: 10 porções de cocaína

:: porções de MDMA

:: balanças de precisão

:: dinheiro

:: centenas de embalagens para a droga

:: produtos de uso veterinário

:: seringas e agulhas, entre outros objetos

Foto: Polícia Civil/Divulgação

Na casa do preso os policiais encontraram ecstasy, MDMA, pontos de LSD e cocaína, além de embalagens para a droga


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *