Faixa Atual

Título

Artista


Antônio Prado e sua história – Origem dos nomes Rio Inferno e Rio Quaresma

Escrito por em fevereiro 11, 2020

Contam os antigos moradores da comunidade de Borgo Forte que os rios foi batizados pelos agrimensores que demarcavam os lotes

O Rio Inferno, que corta hoje a ERS 437, é o primeiro que encontramos seguindo sentido centro Capela Borgo Forte, o que passa ao lado de a uma antiga vinícola. Logo que deixa de margear a estrada, suas águas despencam em uma imensa e bela cascata. Adiante recebe as águas do Rio Quaresma, mas permanece com seu nome de origem.

Contam os antigos moradores da comunidade de Borgo Forte que os rios foi batizados pelos agrimensores que demarcavam os lotes. Em meio à mata fechada marcando as colônias, numa terça-feira de carnaval se depararam com o rio.

Sabe-se que entre os imigrantes italianos e seus descendentes, carnaval tinha uma relação com o inferno, por isso o nome Rio Inferno.

Prosseguindo na demarcação, cerca de 800 metros adiante, isso na quarta-feira de cinzas, os agrimensores encontraram outro arroio. Por ter sido descoberto no primeiro dia da quaresma, foi batizado com esse nome.

O Rio Quaresma é o que passa aos fundos do salão da comunidade do Borgo Forte.

Entes de se juntar ao Leão forma uma bela cascata dupla, com duas quedas d’água.

Pouco adiante da cascata o Quaresma e o Inferno se encontram, passando a ser um só e com o nome de Inferno, até a foz com o rio das Antas.

Acervo Nilo Bortolotto, do Livro Antônio Prado e sua História – Fidélis Dalcin Barbosa

Pesquisa e Redação Jornalista Ronei Marcilio – Grupo Solaris de Comunicação


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *