Faixa Atual

Título

Artista


Ambiente escolar: A importância do respeito às diferenças

Escrito por em março 11, 2020

A partir das diferenças, surgem preconceitos.

É bem verdade que cada pessoa tem sua própria visão de mundo. Mas, se pudéssemos definir a sociedade em uma palavra, respeito talvez seria o combustível para evoluirmos.

As relações de respeito precisam ser estimuladas desde cedo. Nesse processo, é fundamental a presença dos pais, afinal, tudo parte de casa. Nas escolas, cada vez mais o tema ganha importância, pois é nela que as crianças e jovens tem contatos com as diferenças, e quando falamos em diferença, surge o preconceito.

Você já pensou sobre preconceito?

Considerado um ato pensado, elaborado e praticado por pessoas de diferentes idades, nem mesmo as crianças estão excluídas das inúmeras formas de discriminação.

Considerando as informações, torna-se fundamental o trabalho com as crianças.

Pensar e ensinar que todos somos iguais não passa de hipocrisia. Cada ser humano é único! O que devemos pensar e ensinar é que precisamos respeitar as diferenças e saber construir juntos.

Entendendo as diferenças:

• Preconceito: julgamento ou ideia preconcebida, a respeito de uma pessoa ou de um povo.

• Discriminação: quando os preconceitos são exteriorizados em atitudes ou ações que invadem os direitos das pessoas, utilizando como referência critérios injustos (idade, religião, sexo, raça, etc.)

• Racismo: superioridade de certa raça humana em relação às demais, características intelectuais ou morais por se considerar superior a alguém.

Entendendo o bullying

Ato de violência que se repete, com agressões verbais, físicas e psicológicas que causam intimidação, constrangimento e sofrimento. No ambiente escolar, o bullying pode causar alterações no comportamento, podendo deixar a criança ou jovem introvertida ou violenta, com medo, baixo rendimento escolar, dificuldades de socialização, entre outros.

A importância do cuidado

  • Baixa autoestima;
  • Falta de vontade de ir à escola;
  • Dificuldade de aprendizagem;
  • Comportamento autodepreciativo ou autodestrutivo;

Alternativas para mudar o quadro do bullying

Em muitos casos, punir quem comete o ato de desrespeito não é a atitude mais correta, afinal, em se tratando de jovens, eles também podem estar sofrendo por algum motivo que os leva a cometer tal ato.

A melhor maneira de resolver o problema é pelo diálogo e conscientização. Além do trabalho nas instituições de ensino, é importante que os pais ou responsáveis participem.

Pratique a Empatia!

Você sabe o que significa empatia?

“Empatia significa a capacidade psicológica para sentir o que sentiria uma outra pessoa caso estivesse na mesma situação vivenciada por ela. Consiste em tentar compreender sentimentos e emoções, procurando experimentar de forma objetiva e racional o que sente outro indivíduo. A empatia leva as pessoas a ajudarem umas às outras”.

Precisamos, como sociedade, avançar em alguns comportamentos. O respeito e empatia são bases importantes a serem desenvolvidas desde criança.

Historicamente, alguns pais tem o pensamento de que a formação do estudante se dá na escola. O famoso “empurra a responsabilidade”. Fato é que, se isso não for repensado, se muitos pais ou responsáveis seguirem pensando dessa forma e transferindo responsabilidades que também são suas, não sairemos do lugar.

E será que ficar estagnado é o melhor para as gerações que estão sendo formadas atualmente?

Fonte: Grupo Solaris – Repórter Luiz Augusto Filipini.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *