Faixa Atual

Título

Artista


Águas-vivas castigam banhistas nas praias do Rio Grande do Sul

Escrito por em dezembro 26, 2021

Em cinco dias, Arroio do Sal, Capão da Canoa e Tramandaí registraram dezenas de ocorrências de machucados por águas-vivas

O Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul já registrou 392 lesões promovidas por águas-vivas em banhistas. Os números foram levantados entre o domingo (19), quando começou a Operação Verão, e esta quinta-feira (23). Grande parte da ocorrências de ferimentos por causa do animal marinho foram registradas na praia do Cassino, Xangri-lá e Tramandaí. (confira a tabela abaixo)

Neste verão, a espécie que está preocupando mais os banhistas é a chamada “caravela portuguesa” (veja foto abaixo). Esta espécie possui um veneno que deixa queimaduras tanto na pele quanto pode agir no sistema nervoso. Além da dor forte na região afetada pelo animal, algumas pessoas estão registrando uma alergia mais forte

Nas guaritas dos guarda-vidas, a bandeira roxa sinaliza área com alta incidência dos animais, também conhecidos como mães d’água, explica o tenente Jairo Machado de Oliveira, do CBM.

Lesões por águas-vivas em praias de cidades do RS:


Cassino- 155
Xangri-Lá- 58
Tramandaí- 53
Nova Tramandaí- 25
Capão da Canoa- 20
Imbé Sul- 19
Arroio do Sal- 17
Capão Novo- 12
Imbé Norte- 10
Quintão- 8
Cidreira- 6
São José do Norte- 6
Tavares- 2
Hermenegildo- 1
Pinhal- 0


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *