Faixa Atual

Título

Artista


A caminho do Brasil, calor de 45C° coloca várias províncias da Argentina em alerta vermelho

Escrito por em janeiro 12, 2022

Demanda recorde de energia causou um blecaute deixando 3 milhões de pessoas sem energia elétrica

Várias províncias da Argentina foram colocadas em alerta vermelho pelo calor extremo em aviso do Serviço Meteorológico Nacional (SMN) que advertiu para condições “muito perigosas” para a saúde em consequência da onda de calor extremo que ontem já trouxe quase 45ºC no país e marcas históricas de temperatura. O SMN emitiu alerta vermelho para La Pampa, Mendoza, San Luis, as serras de Córdoba, San Juan, Catamarca, La Rioja e Neuquén.

Os meteorologistas argentinos enfatizam em seus alertas o risco do calor extremo principalmente para grupos de risco e as pessoas vulneráveis como idosos, crianças, e pessoas com enfermidades crônicas.

Na terça-feira (11), o abastecimento de energia de cerca de 700.000 usuários foi interrompido na região metropolitana de Buenos Aires devido a falhas técnicas descritas como “massivas” no sistema elétrico. Moradias, lojas, indústrias e escritórios administrativos foram afetados por interrupções “em linhas de alta tensão” e “em máquinas da Central Puerto (geração de energia)”, destacou um informe a Entidade Reguladora de Eletricidade (ENRE).

“Estas falhas produziram um corte de aproximadamente 1.800 MW. Estima-se que cerca de 700.000 usuários e usuárias estão afetados pelo evento”, informou o ENRE em seu boletim da tarde. O número de clientes atingidos equivale a quase três milhões de pessoas. A empresa de energia Edenor culpou incêndio em residência que atingiu linha de alta tensão para explicar o apagão, mas a entidade reguladora afirmou que a origem foi a demanda recorde de energia pelo calor. Na região metropolitana de Buenos Aires vivem ou trabalham cerca de 15 milhões de pessoas em um país de 45 milhões de habitantes. As duas empresas concessionárias do serviço elétrico em Buenos Aires e seus conglomerados urbanos vizinhos reportaram falhas técnicas. A normalização do abastecimento de energia foi gradativa na região. O pico da demanda de luz foi registrado às 13h com 9.800 MW.

Fonte: MetSul Metereologia


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *