Faixa Atual

Título

Artista


Acidente com trens em Ipê completa 29 anos

Escrito por em março 14, 2022

Uma falha de comunicação colocou os dois trens, um em cada sentido, na mesma ferrovia

Um acidente envolvendo dois três de carga da empresa RFFSA, ocorrido no km 220 da ferrovia, no túnel 10, Vila São Paulino, interior de Ipê, deixou três maquinistas mortos e um ferido.

Nesta segunda-feira a tragédia que abalou o país completa 29 anos. Era uma manhã de domingo, por volta das 9h30min, de 14 de março de 1993.

Uma das locomotivas havia saído de Lages –SC, com destino a Porto Alegre e a outra seguia no sentido contrário com destino a Ourinhos -SP.

Uma falha de comunicação colocou os dois trens, um em cada sentido, na mesma ferrovia. Após perceberem a falha, 15 minutos antes do choque, operadores de Vacaria tentaram em vão chegar ao local, que não tina comunicação por rádio.

Um dos trens transportava álcool, o que partiu do estado catarinense, era movido por quatro locomotivas e 42 vagões, sendo 16 de álcool, 12 com rocha fosfática, dois com sucata de ferro e 12 vazios.

O que seguia no sentido contrário era impulsionado por três locomotivas e puxava 51 vagões, sendo 18 de trigo e 33 vazios. Com a colisão houve uma grande explosão seguido de incêndio, que durou mais de três dias, impossibilitando os bombeiros de ingressarem no túnel.

Pelo local do acidente e pela explosão, fica a pergunta: Como um dos maquinistas se salvou?

Carlos Alberto Santos Silva, na época com 32 anos, natural de Vacaria, foi socorrido no dia seguinte por um helicóptero da Defesa Civil e encaminhado ao hospital Nossa Senhora de Oliveira, em sua terra natal. Segundo o médico que o atendeu, Dr. Getúlio Andrade, comentou nos órgãos de imprensa da época que Silva não apresentava queimaduras, oque se supõe que ele tenha saltado da locomotiva antes dela adentrar no túnel.

Assista ao vídeo feito na terça-feira (16), dois dias após o acidente, clicando aqui.  

Imagens Rede social Forastrilho – Apaixonados por Trem e Ferrovia


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *