Faixa Atual

Título

Artista


50 anos do Jornal Panorama Pradense – Floriano Molon é um dos fundadores e ex-redator-chefe do impresso

Escrito por em agosto 3, 2021

Molon comentou sobre sua atuação e contribuição ao Panorama, além de fato inusitado e sua avaliação sobre a relevância do Jornal ao município

Um dos fundadores e ex-redator-chefe do Jornal Panorama Pradense, Floriano Molon, concedeu entrevista à Rádio Solaris 97.3 FM sobre os 50 anos do impresso comemorados no próximo domingo, 1º de agosto em Antônio Prado.

Molon atualmente mora em Porto Alegre e relembrou sua participação na fundação e execução do Jornal em seus primeiros anos.

“Antônio Prado era uma cidade que não tinha praticamente nenhuma comunicação, não tinha rádio, nem jornal então os avisos saiam pelos alto falantes da igreja quando tinha uma comunicação pra fazer. Eu fui trabalhar em Antônio Prado nos anos 70 e ouvi que havia uma expectativa de criação de um jornal. Eu já tinha a prática de escrever para o Pioneiro e pro Correio Rio Grandense e muitas notícias do Prado eu divulguei na época nesses jornais”.

Molon foi convidado por um pequeno grupo, para se reunir, em um colégio, em que foi criada uma sociedade literária jornalística e logo depois já foi decidido o nome do jornal. Ele na época sugeriu que fosse denominado como Jornal das Antas visando estender sua abrangência para Flores da Cunha, sua cidade natal, que na época também não possuía um periódico impresso. Ficou decidido que seria denominado Panorama Pradense e que sua abrangência seria somente no município.

Ele rememora também sua contribuição à fundação do Jornal de Flores da Cunha há cerca de 30 anos atrás em que juntamente a Laureano Fortuna realizaram visita e contribuíram com suas experiências para a criação de um jornal local.

Sobre as funções que desempenhou no Panorama ele citou que como já possuía experiência na produção de jornais escolares na época em que integrava o grêmio estudantil de sua escola ficou encarregado de fazer o que chamavam de espelho com os conteúdos do jornal, que era dividido em seções.

“Eu acompanhei o jornal durante dois anos em que estive em Antônio Prado depois me afastei da cidade. Trabalhei em vários lugares do Brasil, mas sempre tive a alegria de assinar o Jornal e acompanhar a sua evolução.”

Ele também relembrou que o impresso nasceu em um dia de muita importância durante a visita do Governador Euclides Triches em que surgiu a oportunidade da entrega do primeiro jornal, durante a recepção do político no salão da gruta.

Sobre sua atuação como redator-chefe comentou que não havia uma preocupação em realizar uma reunião sobre o que seria publicado durante o mês então era cabível a ele a responsabilidade de decidir os assuntos e temas abordados. “Eu sempre procurei dentro do possível apresentar o jornal de forma positiva pra cidade, sempre enaltecendo conquistas novas na cidade e eventos”.

Em relação ao um fato marcante o fundador comentou que o Jornal brincava com os leitores com o Menino da Ladeira e certa vez alguém escreveu um crônica sobre a passagem de discos voadores no interior do município, o que não passava de uma brincadeira, mas que acabou repercutindo na imprensa de Caxias do Sul em que segundo ele relatou até mesmo o Correio Riograndense queria saber mais sobre e entrevistar quem tinha visto os tais discos o que resultou em um caso excepcional na história do Panorama.

Molon agradece a todos que contribuíram de alguma forma para a história do veículo e atualmente aos que o fazem acontecer. Ele finaliza desejando que o Panorama Pradense prossiga criando e informando a comunidade Pradense. “É motivo de muita alegria ver uma semente que foi lançada lá no passado completando 50 anos”.

Ouça a entrevista na íntegra, abaixo:

Fonte: Grupo Solaris – Repórter Taís Vargas

Foto: Acervo pessoal


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *